CALENDÁRIO +Info...

Quinta-Feira, 1 de Dezembro de 2016

Segunda-Feira, 5 de Dezembro de 2016

  • ITRM 2016 - 47ª Semana: Últ. dia

Sábado, 10 de Dezembro de 2016

  • IMPI 2016 - Nov: Últ. dia
  • IVNE 2016 - Nov: Últ. dia

Segunda-Feira, 12 de Dezembro de 2016

  • ITRM 2016 - 48ª Semana: Últ. dia

Quarta-Feira, 14 de Dezembro de 2016

  • ICC 2016 - Dez: Últ. dia
  • ICCOP 2016 - Dez: Últ. dia
  • ICIT 2016 - Dez: Últ. dia
  • ICS 2016 - Dez: Últ. dia

Quinta-Feira, 15 de Dezembro de 2016

Segunda-Feira, 19 de Dezembro de 2016

  • ITRM 2016 - 49ª Semana: Últ. dia

Terça-Feira, 20 de Dezembro de 2016

Domingo, 25 de Dezembro de 2016

  • IPMC 2016 - Dez: Últ. dia
  • IPPI 2016 - Dez: Últ. dia

Segunda-Feira, 26 de Dezembro de 2016

  • ITRM 2016 - 50ª Semana: Últ. dia

INFORMAÇÕES

O conhecimento de informação estatística fiável, pertinente e atual é indispensável à tomada de decisão a todos os níveis. A sua colaboração na resposta aos inquéritos do INE é decisiva para a produção e difusão das estatísticas oficiais.

EM DESTAQUE

1619
INE - Informar, Saber, Decidir
  • <
  • 1 de 30
  • >
Imagem sobre Filiais estrangeiras reforçaram peso no VAB e no Emprego 02-12-2016

Filiais estrangeiras reforçaram peso no VAB e no Emprego

Em 2015, existiam 6 239 filiais de empresas estrangeiras a operar em Portugal; este número correspondeu a 1,7% do total das sociedades não financeiras, percentagem que se manteve inalterada face a 2014.
No conjunto do setor empresarial não financeiro, em 2015, estas filiais representaram 25,3% do volume de negócios, 24,8% do VAB total e 15,1% do pessoal ao serviço. Em termos de taxas de variação anual, registaram-se crescimentos nominais de 5,6% do volume de negócios, de 11,9% do VAB e um aumento de 4,1% do pessoal ao serviço. O crescimento do VAB e do emprego suplantou largamente os observados para o conjunto das outras sociedades não financeiras que registaram aumentos de 2,8% e de 3,4%, respetivamente.
O crescimento do VAB em 2015 refletiu, em larga medida, a aquisição por uma multinacional europeia de uma empresa portuguesa de grande dimensão, do setor das telecomunicações. Excluindo o sector da Informação e Comunicação, o crescimento do VAB cifrar-se-ia em 4%, ainda assim acima do crescimento verificado para o conjunto das outras sociedades não financeiras.
Mais de 75% das filiais estrangeiras eram controladas por empresas sedeadas em Estados-membros da União Europeia, com destaque para a Espanha, França e Alemanha que continuaram a ocupar as 3 primeiras posições em termos de número de empresas, VAB e pessoal ao serviço.
As filiais estrangeiras com perfil exportador corresponderam a 25,7% do total das filiais estrangeiras e foram responsáveis por 36,2% do VAB, em 2015.

SABER +
Imagem sobre A estimativa definitiva da taxa de desemprego de setembro de 2016 foi de 10,9% 30-11-2016

A estimativa definitiva da taxa de desemprego de setembro de 2016 foi de 10,9%

A estimativa definitiva da taxa de desemprego de setembro de 2016 situou-se em 10,9%, mantendo-se inalterada face ao mês anterior e tendo diminuído 0,1 pontos percentuais (p.p.) face a três meses antes. Aquele valor representa uma revisão em alta, de 0,1 p.p., da estimativa provisória divulgada há um mês (10,8%).
A estimativa definitiva da população desempregada de setembro situou-se em 558,2 mil pessoas, tendo diminuído 0,3% em relação ao mês precedente (menos 1,6 mil pessoas).
A estimativa definitiva da população empregada de setembro foi de 4 567,9 mil pessoas, o que representa uma diminuição de 0,1% face ao mês anterior (5,1 mil pessoas).
A estimativa provisória da taxa de desemprego de outubro de 2016 situou-se em 10,8%. Neste mês, a estimativa provisória da população desempregada foi de 553,7 mil pessoas e a da população empregada foi de 4 569,6 mil pessoas.

SABER +
Imagem sobre Produto Interno Bruto aumentou 1,6% em volume 30-11-2016

Produto Interno Bruto aumentou 1,6% em volume

O Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, um aumento de 1,6% em volume no 3º trimestre de 2016 (variação de 0,9% no trimestre anterior). O crescimento mais intenso do PIB refletiu sobretudo o aumento do contributo da procura externa líquida, que passou de 0,1 pontos percentuais (p.p.) no 2º trimestre para 0,7 p.p. em consequência da aceleração mais acentuada das Exportações de Bens e Serviços comparativamente com a verificada nas Importações de Bens e Serviços.
O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB aumentou ligeiramente, passando de 0,8 p.p. no trimestre precedente para 0,9 p.p., devido à aceleração do consumo privado. Apesar da FBCF ter apresentado uma variação homóloga menos negativa no 3º trimestre de 2016, o Investimento registou uma diminuição homóloga mais acentuada que no trimestre anterior, refletindo o contributo negativo da variação de existências.
Relativamente ao 2º trimestre de 2016, o PIB aumentou 0,8% em termos reais (0,3% no trimestre anterior). O contributo da procura externa líquida para a taxa de variação em cadeia do PIB foi positivo, devido ao aumento das Exportações de Bens e Serviços e à diminuição das Importações de Bens e Serviços, enquanto o contributo da procura interna foi negativo, refletindo principalmente a redução do Investimento.

SABER +
Imagem sobre Valor dos serviços prestados às empresas cresceu 2,5% e o pessoal ao serviço aumentou 5% 30-11-2016

Valor dos serviços prestados às empresas cresceu 2,5% e o pessoal ao serviço aumentou 5%

Em 2015, o valor dos ‘Serviços Prestados às Empresas’ (SPE) cresceu 2,5% (4.3% em 2014), tendo atingido 13 187 milhões de euros. As 108 527 empresas que prestaram estes serviços empregaram 350 970 pessoas (+5,0% que no ano anterior) e geraram um VAB de 7 471 milhões de euros (+2,0% que em 2014). Apesar do aumento do VAB registou-se uma redução de 4,3% do Excedente Bruto de Exploração (EBE).
As ‘Atividades de emprego’ (cuja principal atividade respeita a serviços de empresas de trabalho temporário) evidenciaram-se como o setor que mais aumentou o valor da prestação de serviços, nos dois últimos anos (6,5% em 2015 e 17,4% em 2014). Este setor foi também o que maior contributo deu (3 pontos percentuais) para o crescimento de número de pessoas ao serviço, em 2015.
Entre os principais produtos oferecidos, embora a Consultoria Informática se tenha mantido com o mais importante, registando um crescimento superior à média, foram os Serviços das empresas de trabalho temporário para fornecimento de pessoal dos transportes, armazenagem, logística ou industrial que mais cresceram (+10,5%). O comportamento menos favorável foi observado pelos Serviços de consultoria em gestão de cadeias de fornecimento e outra consultoria de gestão, com um decréscimo de 16,2% no valor dos serviços prestados.

SABER +
Imagem sobre Índice de Produção Industrial registou variação homóloga negativa 30-11-2016

Índice de Produção Industrial registou variação homóloga negativa

O índice de produção industrial apresentou uma variação homóloga de -0,5%, em outubro (1,0% em setembro). A secção das Indústrias Transformadoras apresentou uma variação homóloga de -3,0% (-0,7% no mês anterior).

SABER +
Imagem sobre Índice de Vendas no Comércio a Retalho acelerou em termos homólogos 30-11-2016

Índice de Vendas no Comércio a Retalho acelerou em termos homólogos

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou em outubro uma variação homóloga de 3,7% (2,9% no mês anterior). Os índices de emprego, de remunerações e de número de horas trabalhadas, ajustadas de efeitos de calendário, apresentaram, no mês de referência, taxas de variação homóloga de 3,0%, 6,3% e 1,2%, respetivamente (2,5%, 4,5% e 2,6% em setembro, pela mesma ordem).

SABER +
Imagem sobre Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico diminui 29-11-2016

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico diminui

O indicador de confiança dos Consumidores aumentou entre setembro e novembro, após ter diminuído nos três meses precedentes.
O indicador de clima económico diminuiu nos últimos dois meses, depois de ter aumentado em agosto e setembro. No mês de referência, o indicador de confiança diminuiu na Construção e Obras Públicas, no Comércio e nos Serviços, tendo aumentado na Indústria Transformadora.

SABER +
Imagem sobre Aumento do valor médio de avaliação bancária 24-11-2016

Aumento do valor médio de avaliação bancária

O valor médio de avaliação bancária para o total do País fixou-se em 1081 euros/m2 em outubro, registando um aumento de 5 euros/m2 face ao observado em setembro (variação de 0,5%). A variação homóloga neste mês foi 3,8%, que compara com um aumento de 3,6% no mês anterior.

SABER +
Imagem sobre Taxa de juro diminuiu e prestação média estabilizou 22-11-2016

Taxa de juro diminuiu e prestação média estabilizou

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação passou de 1,047% em setembro para 1,038% em outubro. A prestação média vencida para a globalidade dos contratos foi 237 euros, valor idêntico ao observado no mês anterior.

SABER +
Imagem sobre A proporção de utilizadores de internet em mobilidade duplicou em 4 anos 21-11-2016

A proporção de utilizadores de internet em mobilidade duplicou em 4 anos

O acesso à internet em casa é uma realidade para 74% das famílias portuguesas; para a maioria este acesso está disponível em banda larga.
É entre as famílias com crianças (94%), e entre as que residem na Área Metropolitana de Lisboa (82%), que o acesso em banda larga se apresenta mais difundido.
74% das pessoas com idade entre os 16 e os 74 anos já utilizaram a internet (e 70% fizeram-no nos 3 meses anteriores à entrevista).
É cada vez maior a percentagem de pessoas com 45 a 54 anos que utilizam a internet: mais 7 pontos percentuais do que em 2015.
Em 2016, 23% das pessoas fazem encomendas pela internet, sendo uma prática mais frequente para quem completou o ensino superior (53%) e para quem tem idade entre 25 e 34 anos (44%). 
Os equipamentos mais utilizados para aceder à internet são o telemóvel/smartphone (78%) e o computador portátil (73%).
Em 2016, 72% dos utilizadores acederam à internet em mobilidade; esse valor era de 35%, em 2012.
Cerca de metade (49%) dos utilizadores disponibilizaram na internet informação de caráter pessoal.

SABER +
Imagem sobre Portugal entre os países europeus com maior taxa de utilização de banda larga móvel nas empresas 21-11-2016

Portugal entre os países europeus com maior taxa de utilização de banda larga móvel nas empresas

70% das empresas com 10 ou mais pessoas ao serviço utilizam banda larga móvel, com uma taxa de crescimento superior à média da UE desde 2010;
45% das empresas com 10 ou mais pessoas ao serviço utilizam as redes sociais como estratégia de ligação a clientes, fornecedores ou parceiros de negócio, mais 7 p.p. do que no ano anterior;
64% das empresas referiram ter website, sem melhoria significativa do indicador face à média da EU;
41% das empresas enviaram faturas eletrónicas a outras empresas ou entidades públicas em 2015, todavia menos de metade em formato adequado ao processamento automático;
18% das empresas com 10 ou mais pessoas ao serviço adquiriram serviços de cloud computing, principalmente de correio eletrónico;
13% das empresas com 10 ou mais pessoas ao serviço analisaram Big data em 2015, principalmente utilizando como fonte a geolocalização de dados da utilização de dispositivos portáteis (57%) e a utilização de dados gerados a partir de meios de comunicação digital (54%).

SABER +
Imagem sobre Índice de Novas Encomendas na Construção manteve aumento em termos homólogos 21-11-2016

Índice de Novas Encomendas na Construção manteve aumento em termos homólogos

O índice de novas encomendas na construção apresentou um aumento homólogo de 16,1% no 3º trimestre de 2016, menos acentuado que no trimestre anterior (22,3%). O abrandamento do ritmo de crescimento foi determinado pelo índice do segmento de Obras de Engenharia, que passou de uma variação homóloga de 14,6% para 5,4%. O índice relativo ao segmento de Construção de Edifícios apresentou uma taxa de variação de 31,4% (29,4% no trimestre anterior).

SABER +
Imagem sobre Crescimento nominal da Produção Industrial acentuou-se 21-11-2016

Crescimento nominal da Produção Industrial acentuou-se

O valor das vendas de produtos e da prestação de serviços industriais atingiu 77,3 mil milhões de euros em 2015, representando um incremento de 1,6% face ao ano precedente (0,4 % em 2014). Excluindo a divisão dos produtos petrolíferos refinados, o valor da produção das restantes atividades aumentou 3,3% em 2015 (2,9% em 2014). A evolução negativa das vendas daquela divisão refletiu a redução acentuada dos preços dos produtos petrolíferos nos mercados internacionais.

SABER +
Imagem sobre Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente 18-11-2016

Atividade económica acelerou até setembro. Indicador de clima económico, já disponível para outubro, diminuiu ligeiramente

Na Área Euro (AE), a variação homóloga do PIB, em termos reais, estabilizou em 1,6% no 3º trimestre de 2016 (1,7% no 1º trimestre). Em outubro, o indicador de confiança dos consumidores estabilizou e o indicador de sentimento económico aumentou de forma ténue na AE. No último mês, os preços das matérias-primas e do petróleo apresentaram variações em cadeia de 0,8% e 8,1%, respetivamente (-0,6% e 1,6% em setembro).
Em Portugal, de acordo com a estimativa rápida, o PIB registou uma variação homóloga em volume de 1,6% no 3º trimestre de 2016, após uma variação de 0,9% nos dois trimestres anteriores, enquanto a variação em cadeia foi 0,8% (0,3% no trimestre precedente). O indicador de atividade económica, disponível até setembro, e o de clima económico, disponível até outubro, diminuíram. O indicador quantitativo do consumo privado desacelerou em setembro, após ter acelerado em agosto, refletindo o crescimento menos expressivo das duas componentes, consumo duradouro e corrente. O indicador de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) estabilizou em setembro, verificando-se um contributo mais elevado da componente de material de transporte, um menor contributo da componente de máquinas e equipamentos e um contributo mais negativo da componente de construção. Em termos nominais, as exportações e importações de bens apresentaram variações homólogas de 1,8% e 0,8% em setembro, respetivamente (-1,1% e -0,1% em agosto). O índice de volume de negócios da indústria voltou a registar uma variação nominal menos negativa em setembro, verificando-se uma aceleração do índice de produção industrial e uma diminuição homóloga menos intensa do respetivo índice de preços. O índice de volume de negócios dos serviços acelerou em setembro enquanto o índice de produção da construção e obras públicas registou uma redução menos acentuada.
No 3º trimestre de 2016, a taxa de desemprego situou-se em 10,5%, o que compara com 10,8% no trimestre anterior e 11,9% em igual trimestre do ano anterior. O emprego aumentou 1,9% em termos homólogos (0,5% no 2º trimestre de 2016) e a população ativa aumentou 0,3% (tendo diminuído 0,8% no trimestre precedente).
O Índice de Preços no Consumidor (IPC) apresentou uma variação homóloga de 0,9% em outubro (0,6% em setembro), observando-se uma taxa de variação de 0,1% na componente de bens (taxa idêntica à observada em setembro) e de 1,9% na de serviços (1,4% no mês anterior).

SABER +
Imagem sobre Variação homóloga do Índice de Preços na Produção Industrial menos negativa 18-11-2016

Variação homóloga do Índice de Preços na Produção Industrial menos negativa

O Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) apresentou uma variação homóloga de -0,9% em outubro, (-1,9% em setembro). Excluindo o agrupamento de Energia, o índice diminuiu 0,4% (variação de -0,6% no mês anterior). A variação mensal foi 0,5% (-0,5% no mesmo mês do ano anterior).
O IPPI que agora se publica corresponde a uma nova série que passou a incluir informação sobre o mercado externo e a basear-se em amostras atualizadas de empresas e produtos.

SABER +
Imagem sobre Primavera chuvosa e verão muito quente afetam campanha agrícola 17-11-2016

Primavera chuvosa e verão muito quente afetam campanha agrícola

As previsões agrícolas, em 31 de outubro, apontam para decréscimos de produção para a generalidade dos pomares, vinha e olival. A falta de frio no inverno e as deficientes condições de polinização e vingamento dos frutos afetaram as produções de maçã (-30%), pera (-20%) e kiwi (-25%). A produção da amêndoa, particularmente das variedades mais precoces, foi igualmente prejudicada. Na vinha, a ocorrência de acidentes fisiológicos, nomeadamente desavinho e bagoinha (desencadeados pela precipitação intensa na fase da floração/alimpa) contribuíram para a redução em 20% da produção de vinho. A produtividade nos olivais deverá registar uma redução de 15%, apesar das chuvas outonais terem promovido o aumento do calibre das azeitonas.
Quanto às culturas temporárias de primavera/verão, a precipitação intensa em maio e as elevadas temperaturas de julho e agosto condicionaram o rendimento do tomate para a indústria, com reflexo na produção que diminuiu 15%. Dificuldades na instalação das searas e problemas na floração e maturação, causados pelas altas temperaturas estivais, determinaram igualmente decréscimos das produções de milho e arroz.

SABER +
Imagem sobre Dormidas e proveitos mantiveram crescimento acentuado 15-11-2016

Dormidas e proveitos mantiveram crescimento acentuado

Os estabelecimentos hoteleiros registaram 2,1 milhões de hóspedes e 5,9 milhões de dormidas em setembro de 2016, resultando em crescimentos homólogos de 7,5% e 6,5%, superiores aos de agosto (+3,6% e +4,2%). O mercado interno (+4,9% de dormidas) recuperou face ao mês anterior (-2,9%), enquanto o crescimento dos mercados externos (+7,2%) ficou ligeiramente aquém do observado no mês anterior (+8,2%).
A estada média reduziu-se ligeiramente (-0,9%; 2,87 noites), contrariamente à taxa de ocupação-cama (+1,7 p.p.; 61,4%).
Os proveitos totais aumentaram 16,5% e os de aposento 16,2%, acelerando face ao mês anterior (+12,9% e +14,3%, respetivamente).

 

SABER +
Imagem sobre Produto Interno Bruto aumentou 1,6% em volume 15-11-2016

Produto Interno Bruto aumentou 1,6% em volume

O Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, um aumento de 1,6% em volume no 3º trimestre de 2016 (variação de 0,9% nos dois trimestres anteriores). O crescimento mais intenso do PIB refletiu principalmente o aumento do contributo da procura externa líquida, verificando-se uma aceleração mais expressiva das Exportações de Bens e Serviços em comparação com a das Importações de Bens e Serviços. A aceleração das exportações foi comum às componentes de bens e de serviços. O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB também aumentou no 3º trimestre, em resultado da aceleração do consumo privado devido ao comportamento da componente de bens não duradouros e serviços, enquanto a componente de bens duradouros desacelerou.
Comparativamente com o 2º trimestre, o PIB aumentou 0,8% em termos reais (0,3% no trimestre anterior). O contributo da procura externa líquida foi positivo, refletindo o forte aumento das Exportações de Bens e Serviços, enquanto a procura interna registou um contributo negativo.

SABER +
Imagem sobre O Índice de Custo do Trabalho aumentou 3,6% face ao trimestre homólogo de 2015 11-11-2016

O Índice de Custo do Trabalho aumentou 3,6% face ao trimestre homólogo de 2015

O Índice de Custo do Trabalho ajustado de dias úteis registou um acréscimo homólogo de 3,6%, no 3.º trimestre de 2016. No trimestre anterior tinha sido observado um acréscimo homólogo de 2,2%.
As duas principais componentes dos custos do trabalho são os custos salariais e os outros custos (por hora efetivamente trabalhada). Os custos salariais aumentaram 3,9%, em relação ao mesmo período do ano anterior, e os outros custos aumentaram 2,6%.

SABER +
Imagem sobre Índice de Volume de Negócios nos Serviços desacelerou de forma ténue 11-11-2016

Índice de Volume de Negócios nos Serviços desacelerou de forma ténue

O índice de volume de negócios nos serviços apresentou uma variação homóloga de 1,9% em setembro, taxa inferior em 0,1 pontos percentuais face à observada em agosto.
No 3.º trimestre de 2016, a variação homóloga do índice situou-se em 1,2% (-1,1% no trimestre anterior).
Os índices de emprego, de remunerações brutas e de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas de 1,9%, 2,4% e 0,7%, respetivamente (2,0%, 2,2% e 1,6% em agosto, pela mesma ordem).

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Outubro de 2016 23-11-2016

Boletim Mensal de Estatística - Outubro de 2016

O Boletim Mensal de Estatística, contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Estatísticas da Produção Industrial - 2015 21-11-2016

Estatísticas da Produção Industrial - 2015

A presente publicação divulga as estatísticas da produção industrial em termos de produtos produzidos (em volume), de produtos vendidos (em volume e valor) e de prestação de serviços (em valor), relativas a 2015, elaboradas a partir dos resultados do Inquérito Anual à Produção Industrial.
Esta caracterização da produção industrial utiliza metodologias e listas de produtos harmonizadas no âmbito da União Europeia, de acordo com o Regulamento (CEE) nº 3924/91, de 1991.12.19 e o Regulamento (CE) nº 912/2004, de 2004.04.29.
A partir de 2012 o IAPI tem melhoria de cobertura e novo processo de apuramento, motivos pelos quais os dados não são diretamente comparáveis com anos anteriores. Para uma melhor interpretação dos resultados, recomenda-se a leitura da Nota Metodológica, Conceitos e Definições.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Novembro de 2016 21-11-2016

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Novembro de 2016

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

 

Nota: Até Fevereiro de 2009 editado com o título:Boletim mensal da agricultura e pescas e agro-indústria

SABER +
Imagem sobre Síntese económica de conjuntura - Outubro de 2016 18-11-2016

Síntese económica de conjuntura - Outubro de 2016

A Síntese Económica de Conjuntura é uma publicação de acompanhamento da conjuntura destinada a quem necessita de indicações seguras acerca das tendências do crescimento da procura, da produção, do rendimento e dos preços. Contém informação actualizada e apresentada de modo a permitir avaliar o estado da economia no momento da análise e antever a sua evolução provável a curto prazo. Esta análise é suportada por um conjunto de quadros e gráficos dos principais indicadores que são complementados por diversos outros relativos à evolução da produção, da procura, do emprego e dos preços na União Europeia, Estados Unidos e Japão.

SABER +
Imagem sobre Estatísticas dos Transportes e Comunicações - 2015 09-11-2016

Estatísticas dos Transportes e Comunicações - 2015

Na presente publicação o INE divulga os principais resultados estatísticos sobre a atividade dos setores de Transportes e Comunicações em 2015.
Transporte ferroviário: apresentam-se os resultados dos inquéritos do INE sobre infra estruturas e transporte ferroviário pesado e ligeiro. Transporte rodoviário: difundem-se estatísticas sobre infraestruturas rodoviárias, sinistralidade, consumo de combustíveis, parque de veículos presumivelmente em circulação e vendas de veículos, bem como os resultados dos Inquéritos ao transporte rodoviário de mercadorias (ITRM) e de passageiros (ITRP). Transporte marítimo e fluvial: apresentam-se os principais resultados dos inquéritos dirigidos às administrações portuárias e entidades responsáveis pelo transporte fluvial. Transporte aéreo: inclui-se informação referente à atividade das empresas portuguesas de transporte aéreo e do movimento nos aeroportos e aeródromos nacionais. Transporte por gasoduto e oleoduto: são apresentadas estatísticas com base em informações obtidas junto das empresas com atividade nestes setores.
Nesta publicação são ainda divulgadas estatísticas do comércio internacional por modos de transporte. Comunicações: são abrangidos os setores de Telecomunicações e Serviços Postais.

SABER +
Imagem sobre Estatísticas Demográficas - 2015 31-10-2016

Estatísticas Demográficas - 2015

Publicação com análise dos principais acontecimentos demográficos em Portugal, evidenciando as tendências e aspetos mais relevantes da situação em 2015, que abarcam as seguintes temáticas:


- Volume e estrutura populacional, crescimento efetivo, natural e migratório;
- Natalidade e fecundidade;
- Mortalidade geral, fetal e neonatal e esperanças de vida;
- Nupcialidade e divórcios;
- Migrações internacionais e aquisição da nacionalidade portuguesa.


Para complementar a informação apresentada, foram incluídas na própria publicação hiperligações para um conjunto de indicadores do Portal do INE. São ainda disponibilizados quadros de resultados com séries longas dos principais indicadores demográficos, com informação decenal para o período 1900-1980, e anual entre 1980 e 2015.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Setembro de 2016 26-10-2016

Boletim Mensal de Estatística - Setembro de 2016

O Boletim Mensal de Estatística, contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre REVSTAT - Statistical Journal - Outubro de 2016 21-10-2016

REVSTAT - Statistical Journal - Outubro de 2016

REVSTAT - Statistical Journal (Vol.14 Number 4 - October 2016)
Publicação de artigos de relevante conteúdo científico, abrangendo todos os ramos da Probabilidade e da Estatística, e que oferece um contributo efetivo para o esclarecimento e a divulgação de métodos estatísticos inovadores fundamentados em problemas reais.  Edição em língua inglesa.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Outubro de 2016 21-10-2016

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Outubro de 2016

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

Nota: Até Fevereiro de 2009 editado com o título:Boletim mensal da agricultura e pescas e agro-indústria

SABER +
Imagem sobre Síntese económica de conjuntura - Setembro de 2016 20-10-2016

Síntese económica de conjuntura - Setembro de 2016

A Síntese Económica de Conjuntura é uma publicação de acompanhamento da conjuntura destinada a quem necessita de indicações seguras acerca das tendências do crescimento da procura, da produção, do rendimento e dos preços. Contém informação actualizada e apresentada de modo a permitir avaliar o estado da economia no momento da análise e antever a sua evolução provável a curto prazo. Esta análise é suportada por um conjunto de quadros e gráficos dos principais indicadores que são complementados por diversos outros relativos à evolução da produção, da procura, do emprego e dos preços na União Europeia, Estados Unidos e Japão.

SABER +
#