Política de Cookies

Para poder prestar um serviço personalizado, funcional e de qualidade aos utilizadores do nosso serviço WEBINQ, o INE utiliza cookies próprios, imprescindíveis ao bom funcionamento do site.
Mais informação

CALENDÁRIO +Info...

Sábado, 1 de Junho de 2024

  • ICC 2024 - Jun: Início
  • ICCOP 2024 - Jun: Início
  • ICGRAM 2024 - Mai: Início
  • ICIT 2024 - Jun: Início
  • ICS 2024 - Jun: Início
  • ICTE 2024 - 2º Trim: Início
  • IMA 2024 - Mai: Início
  • IMAAC 2024 - Mai: Início
  • IMAOC 2024 - Mai: Início
  • IMGA 2024 - Mai: Início
  • IMLV 2024 - Mai: Início
  • IMPI 2024 - Mai: Início
  • IMTM 2024 - Mai: Início
  • IMVC 2024 - Mai: Início
  • INTRA-CH 2024 - Jun: Início
  • INTRA-EX 2024 - Jun: Início
  • IPCAMP 2024 - Mai: Início
  • IPCOL 2024 - Mai: Início
  • IPHH 2024 - Mai: Início
  • IREPEXP 2024 - Jun: Início
  • IREPIMP 2024 - Jun: Início
  • ITF 2024 - Mai: Início
  • IVNE 2024 - Mai: Início

Segunda-Feira, 3 de Junho de 2024

  • ITRM 2024 - 21ª Semana: Últ. dia

Quinta-Feira, 6 de Junho de 2024

  • IPPSAET 2023 - 4º Trim: Últ. dia

Segunda-Feira, 10 de Junho de 2024

  • ICC 2024 - Jun: Últ. dia
  • ICCOP 2024 - Jun: Últ. dia
  • ICIT 2024 - Jun: Últ. dia
  • ICS 2024 - Jun: Últ. dia
  • IMPI 2024 - Mai: Últ. dia
  • IPCAMP 2024 - Mai: Últ. dia
  • IPCOL 2024 - Mai: Últ. dia
  • IPHH 2024 - Mai: Últ. dia
  • ITRM 2024 - 22ª Semana: Últ. dia
  • IVNE 2024 - Mai: Últ. dia

Sábado, 15 de Junho de 2024

  • ICTE 2024 - 2º Trim: Últ. dia
  • INTRA-CH 2024 - Mai: Últ. dia
  • INTRA-EX 2024 - Mai: Últ. dia
  • IPMC 2024 - Jun: Início
  • IPPI 2024 - Jun: Início
  • IREPEXP 2024 - Mai: Últ. dia
  • IREPIMP 2024 - Mai: Últ. dia
  • ITF 2024 - Mai: Últ. dia
  • SIOURM 2024 - Mai: Últ. dia

Segunda-Feira, 17 de Junho de 2024

  • ITRM 2024 - 23ª Semana: Últ. dia

Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024

  • IMAMI 2024 - Mai: Últ. dia
  • IMAOC 2024 - Mai: Últ. dia

Sexta-Feira, 21 de Junho de 2024

Sábado, 22 de Junho de 2024

  • IMTM 2024 - Mai: Últ. dia

Segunda-Feira, 24 de Junho de 2024

  • IMA 2024 - Mai: Últ. dia
  • IMGA 2024 - Mai: Últ. dia
  • IMLV 2024 - Mai: Últ. dia
  • ITRM 2024 - 27ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 28ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 29ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 30ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 31ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 32ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 33ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 34ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 35ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 36ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 37ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 38ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 39ª Semana: Início
  • ITRM 2024 - 24ª Semana: Últ. dia

Terça-Feira, 25 de Junho de 2024

  • IMAAC 2024 - Mai: Últ. dia
  • IMVC 2024 - Mai: Últ. dia
  • IPMC 2024 - Jun: Últ. dia
  • IPPI 2024 - Jun: Últ. dia

INFORMAÇÕES

O conhecimento de informação estatística fiável, pertinente e atual é indispensável à tomada de decisão a todos os níveis. A sua colaboração na resposta aos inquéritos do INE é decisiva para a produção e difusão das estatísticas oficiais.

EM DESTAQUE

0922
INE - Informar, Saber, Decidir
  • <
  • 1 de 31
  • >
Imagem sobre O caminho que percorrem os dados no INE 15-12-2023

O caminho que percorrem os dados no INE

O caminho que percorrem os dados no INE

SABER +
Imagem sobre População residente ultrapassa os 10,6 milhões 18-06-2024

População residente ultrapassa os 10,6 milhões

Em 31 de dezembro de 2023, a população residente em Portugal foi estimada em 10 639 726 pessoas, mais 123 105 pessoas do que em 2022 (10 516 621 pessoas), aumentando pelo quinto ano consecutivo.

O acréscimo  populacional  resultou de um saldo migratório de  155 701 pessoas (136 144 em 2022),  que compensou o saldo natural negativo, de -32 596  (-40 640 em 2022). Estes resultados traduziram-se em taxas de crescimento efetivo, migratório e natural de 1,16%, 1,47% e -0,31%, respetivamente (0,91%, 1,30% e -0,39%, respetivamente, em 2022).

Em 2023, em consequência do aumento da natalidade, o número médio de filhos por mulher em idade fértil aumentou para 1,44 filhos (1,42 em 2022).

O envelhecimento demográfico em Portugal continuou a acentuar-se. Em 2023, o índice de envelhecimento, que compara a população com 65 e mais anos (população idosa) com a população dos 0 aos 14 anos (população jovem), atingiu o valor de 188,1 idosos por cada 100 jovens (184,4 em 2022).

A idade mediana da população residente em Portugal, que corresponde à idade que divide a população em dois grupos de igual dimensão, passou de 46,9 anos em 2022 para 47,1 anos em 2023.

SABER +
Imagem sobre Movimento de passageiros nos aeroportos nacionais mantém registo de máximos históricos 14-06-2024

Movimento de passageiros nos aeroportos nacionais mantém registo de máximos históricos mensais

Em abril de 2024, nos aeroportos nacionais movimentaram-se 6,0 milhões de passageiros e 21,0 mil toneladas de carga e correio, correspondendo a variações de +2,3% e +14,4%, respetivamente, face a abril de 2023.

No início de 2024 continuou a verificar-se máximos históricos nos valores mensais de passageiros nos aeroportos nacionais. Em abril de 2024, registou-se o desembarque médio diário de 101,5 mil passageiros, valor superior ao registado em abril de 2023 (99,2 mil; +2,3%).

Nos primeiros quatro meses de 2024, o número de passageiros movimentados aumentou 4,8% e o movimento de carga e correio cresceu 13,8%.

França foi o principal país de origem e de destino dos voos, apesar de ter registado decréscimos no número de passageiros desembarcados (-2,4%) e embarcados (-2,4%) face ao mesmo período de 2023. Reino Unido e Espanha ocuparam a 2ª e 3ª posições, como principais países de origem e de destino.

SABER +
Imagem sobre Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 3,1% 14-06-2024

Taxa de variação homóloga do IPC aumentou para 3,1%

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 3,1% em maio, taxa superior em 0,9 pontos percentuais (p.p.) à observada no mês anterior. Esta aceleração resulta essencialmente do efeito de base associado à redução mensal de preços registada em maio de 2023 (-0,7%), no seguimento da isenção de IVA num conjunto de bens alimentares, e, em menor grau, da aceleração de preços dos hotéis. O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação de 2,7% (2,0% em abril). A variação do índice relativo aos produtos energéticos registou uma variação de 7,8% (7,9% no mês precedente) e o índice referente aos produtos alimentares não transformados aumentou para 2,5% (variação nula no mês anterior). 

A variação mensal do IPC foi 0,2% (0,5% no mês precedente e -0,7% em maio de 2023). A variação média dos últimos doze meses foi 2,6% (valor idêntico ao registado em abril). 

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português apresentou uma variação homóloga de 3,8%, valor superior em 1,5 p.p. ao registado no mês anterior e superior em 1,2 p.p. ao valor estimado pelo Eurostat para a área do Euro (em abril, a taxa em Portugal tinha sido inferior à da área do Euro em 0,1 p.p.). Excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos, o IHPC em Portugal atingiu uma variação homóloga de 3,6% em maio (2,1% em abril), superior à taxa correspondente para a área do Euro (estimada em 2,9%).

O IHPC registou uma variação mensal de 1,0% (1,1% no mês anterior e -0,4% em maio de 2023) e uma variação média dos últimos doze meses de 3,3% (3,5% no mês precedente).

SABER +
Imagem sobre Crescimento dos proveitos da Atividade Turística abrandou 14-06-2024

Crescimento dos proveitos da Atividade Turística abrandou

Em abril de 2024, o setor do alojamento turístico registou 2,6 milhões de hóspedes (-3,6%) e 6,6 milhões de dormidas (-4,2%), gerando 508,8 milhões de euros de proveitos totais (+3,4%) e 383,7 milhões de euros de proveitos de aposento (+2,8%). 

O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 62,7 euros (-0,5%) e o rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 109,3 euros (+4,3%). O ADR atingiu os valores mais elevados na Grande Lisboa (148,9 euros), no Alentejo (106,2 euros) e na RA Madeira (104,5 euros). 

Em abril, o município de Lisboa concentrou 20,9% do total de dormidas (10,5% do total de dormidas de residentes e 24,8% de não residentes). Entre os municípios com maior representatividade no total de dormidas neste mês, destacou-se Albufeira (9,9% do total de dormidas) pelo decréscimo expressivo (-13,5%), que se ficou a dever à diminuição das dormidas de residentes (-25,3%) e de não residentes (-10,8%). 

No acumulado de janeiro a abril de 2024, as dormidas registaram um crescimento de 3,2%, atingindo 20,0 milhões, dando origem a aumentos de 10,6% nos proveitos totais e de 10,3% nos de aposento. O acréscimo de dormidas verificado neste período deveu-se ao crescimento das dormidas de não residentes (+5,4%), dado que as de residentes decresceram 1,7%,

Considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 2,8 milhões de hóspedes e 7,0 milhões de dormidas em abril, refletindo decréscimos de 4,9% e 5,3%, respetivamente. As dormidas de residentes diminuíram 14,5% e as de não residentes decresceram 1,1%. 

Importa assinalar que estes resultados foram influenciados pela estrutura móvel do calendário, ou seja, pelo efeito do período de férias associado à Páscoa, que no ano anterior se concentrou em abril, enquanto este ano se repartiu entre março e abril.

SABER +
Imagem sobre Número de nados-vivos aumenta 2,4% em relação ao mês homólogo de 2023 14-06-2024

Número de nados-vivos aumenta 2,4% em relação ao mês homólogo de 2023

Em maio de 2024, registaram-se 9 440 óbitos, valor inferior ao registado em abril de 2024 (menos 120 óbitos; -1,3%), mas superior ao registado em maio de 2023 (mais 201 óbitos; +2,2%).

Em abril de 2024, registaram-se 6 779 nados-vivos, número que decresceu 0,2% relativamente a março de 2024 (6 795), mas que cresceu 2,4% relativamente a abril de 2023 (6 620).

Naquele mês, o saldo natural foi -2 734, agravando-se, ligeiramente, em relação ao do mês homólogo de 2023, quando registou o valor de -2 587.

Em abril de 2024, celebraram-se 2 284 casamentos, o que corresponde a um acréscimo de 16,9% em relação ao número de casamentos realizados em março de 2024 (mais 331 casamentos), mas a um decréscimo de 0,6% em relação a abril de 2023 (menos 14).

SABER +
Imagem sobre Edifícios licenciados decresceram 11,3%, enquanto os edifícios concluídos aumentaram 4, 12-06-2024

Edifícios licenciados decresceram 11,3%, enquanto os edifícios concluídos aumentaram 4,5%

No 1º trimestre de 2024, foram licenciados 5,7 mil edifícios, o que representa uma diminuição de 11,3% em comparação com o 1º trimestre de 2023 (-0,9% no 4º trimestre de 2023). Os edifícios licenciados para construções novas decresceram 15,1% (-4,4% no 4º trimestre de 2023). O licenciamento para reabilitação observou um decréscimo de 0,6% após um aumento de 13,0% no 4º trimestre de 2023.

Os edifícios concluídos aumentaram 4,5% face ao 1º trimestre de 2023 (+2,1% no 4º trimestre de 2023), totalizando 3,8 mil edifícios.

No segmento de habitação familiar, os fogos licenciados em construções novas decresceram 20,3% no 1º trimestre de 2024 (+2,7% no 4º trimestre de 2023) enquanto os fogos concluídos aumentaram 9,5% (+1,4% no 4º trimestre de 2023). 

Em comparação com o trimestre anterior, o número de edifícios licenciados cresceu 5,2% (+0,1% no 4º trimestre de 2023), enquanto o número de edifícios concluídos diminuiu 3,4% (+3,0% no 4º trimestre de 2023).

SABER +
Imagem sobre Produção na Construção cresceu 3,4% 12-06-2024

Produção na Construção cresceu 3,4%

O Índice de Produção na Construção  aumentou 3,4% em abril, variação superior em 0,6 pontos percentuais (p.p.) à observada no mês anterior.

Os índices de emprego e de remunerações aceleraram 0,3 p.p. e 2,2 p.p., para variações homólogas de 2,8% e 11,1%, respetivamente.

SABER +
Imagem sobre Volume de Negócios nos serviços  cresceu 2,2% 12-06-2024

Volume de Negócios nos serviços cresceu 2,2%

Em abril, o índice de volume de negócios nos serviços registou uma variação homóloga de 2,2%, traduzindo um abrandamento de 3,2 pontos percentuais (p.p.) face ao mês anterior.

A variação mensal do índice total diminuiu 4,1% em abril, após o crescimento de 3,0% no mês anterior.

Os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas de 4,4%, 10,4% e 0,9%, respetivamente (4,9%, 13,1% e 0,4% em março).

SABER +
Imagem sobre Volume de Negócios na Indústria cresceu 7,3% 11-06-2024

Volume de Negócios na Indústria cresceu 7,3%

O Índice de Volume de Negócios na Indústria apresentou uma variação homóloga nominal de 7,3% em abril (-12,0% no mês anterior). Sem o agrupamento Energia, o volume de negócios cresceu 6,9% (redução de 12,6% em março). Os índices relativos ao mercado nacional e ao mercado externo registaram variações de 3,9% e 13,0%, respetivamente (-10,7% e -13,9% em março). Estes resultados refletem o facto de haver mais três dias úteis em abril e menos três em março, em comparação com os mesmos meses de 2023.

O emprego, as remunerações e as horas trabalhadas registaram variações homólogas de, respetivamente, 0,2% e 6,2% e 9,3% em abril (-0,2%, 6,8% e -8,5% no mês precedente).

SABER +
Imagem sobre Exportações e importações aumentaram 15,5% e 13,5% em termos nominais 07-06-2024

Exportações e importações aumentaram 15,5% e 13,5% em termos nominais

Em abril de 2024, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de +15,5% e +13,5%, respetivamente (-13,6% e -15,3%, pela mesma ordem, em março de 2024).

No mês de abril de 2024, destacaram-se, quer nas exportações quer nas importações, os acréscimos de Combustíveis e lubrificantes (+56,0% e +22,1%, respetivamente). No caso das importações, esta variação ficou a dever-se, essencialmente, aos aumentos em volume (+58,9%) e de preços (+8,1%) dos Óleos brutos de petróleo. Destaque também para os acréscimos nas exportações de Material de transporte (+23,2%) e de Produtos alimentares (+31,9%) e nas importações de Fornecimentos industriais (+9,0%) e de Máquinas e outros bens de capital (+14,0%).

Excluindo Combustíveis e lubrificantes, em abril de 2024, registaram-se acréscimos de 12,5% nas exportações e nas importações (-13,6% e -12,8%, respetivamente, em março de 2024).

Em abril de 2024, os índices de valor unitário (preços) continuaram a registar variações negativas, -1,8% nas exportações e -3,8% nas importações (-2,9% e -3,2%, respetivamente, em março de 2024; +0,3% e -5,3% em abril de 2023). Excluindo os produtos petrolíferos, registaram-se decréscimos de 2,4% nas exportações e de 4,5% nas importações (-2,8% e -3,9%, respetivamente, em março de 2024; +3,1% e -2,0% em abril de 2023).

O défice da balança comercial atingiu 2 357 milhões de euros em abril de 2024, refletindo um aumento de 180 milhões de euros, em termos homólogos, o primeiro agravamento desde agosto de 2023. Excluindo Combustíveis e lubrificantes, o défice totalizou 1 930 milhões de euros, refletindo um acréscimo de 216 milhões de euros.

No trimestre terminado em abril de 2024, as exportações aumentaram 0,1% e as importações diminuíram 1,1%, em termos homólogos (-4,4% e -6,3%, pela mesma ordem, no 1º trimestre de 2024).

SABER +
Imagem sobre Transporte de passageiros continuou a aumentar 06-06-2024

Transporte de passageiros continuou a aumentar

No 1º trimestre de 2024, os aeroportos nacionais movimentaram 13,6 milhões de passageiros, correspondendo a um crescimento de 5,9% (+10,1% no 4ºT 2023). 

No mesmo trimestre viajaram por comboio 51,8 milhões de passageiros (+17,0%; +16,9% no 4ºT 2023) e por metropolitano 67,9 milhões (+5,0%; +12,2% no 4ºT 2023). 

O transporte de passageiros por via fluvial aumentou 8,0% relativamente ao trimestre homólogo (+17,9% no 4ºT 2023), atingindo 5,2 milhões de passageiros.

Relativamente ao transporte de mercadorias registaram-se diminuições por via ferroviária (-6,5%; -2,3% no trimestre anterior) e rodoviária (-12,6%; -7,3% no 4ºT 2023), e aumentos na via aérea (+13,6%; +8,0% no 4ºT 2023) e por via marítima (+2,5%; -2,5% no 4ºT 2023). 

SABER +
Imagem sobre Custos de construção aumentaram 3,4% 05-06-2024

Custos de construção aumentaram 3,4%

Em abril de 2024, estima-se que os custos de construção de habitação nova tenham aumentado 3,4% em termos homólogos, mais 1,1 pontos percentuais (p.p.) que o observado no mês anterior. O preço dos materiais apresentou uma variação homóloga de -0,2% e o custo da mão de obra de 8,1%.

SABER +
Imagem sobre Produto Interno Bruto em volume cresceu 1,5% em termos homólogos e 0,8% em cadeia 31-05-2024

Produto Interno Bruto em volume cresceu 1,5% em termos homólogos e 0,8% em cadeia

O Produto Interno Bruto (PIB), em volume, registou uma variação homóloga de 1,5% no 1º trimestre de 2024, após ter aumentado 2,1% no trimestre precedente. O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB desacelerou, passando de 1,9 pontos percentuais (p.p.), no 4º trimestre de 2023, para 1,0 p.p., verificando-se um abrandamento do consumo privado e do investimento. O contributo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB aumentou para 0,5 p.p., depois de ter passado a positivo no trimestre anterior (0,1 p.p.), tendo as importações de bens e serviços em volume apresentado um abrandamento mais intenso que as exportações. Pelo quinto trimestre consecutivo, observou-se um ganho de termos de troca em termos homólogos, embora menos expressivo que nos três trimestres anteriores, em resultado da diminuição mais intensa do deflator das importações face ao deflator das exportações. 

Comparando com o 4º trimestre de 2023, o PIB aumentou 0,8% em volume, após ter aumentado 0,7% em cadeia no trimestre anterior. O contributo da procura externa passou a positivo (1,0 p.p.), depois de ter sido negativo no 4º trimestre (-0,2 p.p.), enquanto a procura interna registou um contributo negativo de 0,1 p.p. para a variação em cadeia do PIB no 1º trimestre (0,9 p.p. no trimestre precedente), observando-se uma aceleração do consumo privado e uma diminuição do investimento. 

SABER +
Imagem sobre Estatísticas da Pesca 31-05-2024

Estatísticas da Pesca

A frota licenciada em 2023 (3 728 embarcações, menos 147 que em 2022) representava 54,4% do número total de embarcações, 85,7% do total da arqueação bruta e 81,8% do total da potência da frota registada nesse ano.

Em 2023 foram abatidas à frota de pesca 788 embarcações (+795,5%, face a 2022), essencialmente devido à retirada administrativa de 704 embarcações que há mais de 30 anos não exerciam atividade.

Em 2023 foram capturadas pela frota portuguesa 171 235 toneladas de pescado, um aumento de 3,3% na produção da pesca nacional, face ao ano anterior.

O pescado transacionado em lota gerou uma receita de 339 794 mil euros, um aumento de 1,3% relativamente ao ano 2022.

O preço médio anual do pescado fresco ou refrigerado descarregado em 2023 baixou 6,6%, passando de 2,65 €/kg para 2,47 €/kg.

Em 2023, o défice da balança comercial dos “Produtos da pesca ou relacionados com esta atividade” melhorou 105,4 milhões de euros (-8,2%), atingindo 1 176,2 milhões de euros. Esta evolução resultou de um acréscimo nas exportações e de uma redução nas importações deste tipo de produtos, aumentando a taxa de cobertura para 53,7% (+3,2 p.p. face a 2022).

O Programa Operacional que gere o Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas (FEAMP), apresentava, no final de 2023, uma taxa de execução de 98% da dotação FEAMP programada para esse período.

As quotas portuguesas em 2023 aumentaram cerca de 14%, contabilizando 198 mil toneladas. Das espécies relevantes sujeitas a limitações de captura em 2023, os aumentos mais significativos ocorreram uma vez mais nas quotas para carapaus, areeiro, tamboril, pescada e bacalhau no tradicional pesqueiro da NAFO 3M.

Consulte a Publicação

SABER +
Imagem sobre Produção Industrial aumentou 5,2% 31-05-2024

Produção Industrial aumentou 5,2%

O Índice de Produção Industrial apresentou uma variação homóloga de 5,2% em abril (4,0% em março). Excluindo o agrupamento de Energia, esta variação foi de -0,9% (-3,5% no mês precedente). A secção das Indústrias Transformadoras registou uma diminuição de 0,6% (-2,5% em março). A variação mensal do índice agregado foi -2,5% (2,8% no mês anterior).

SABER +
Imagem sobre Dormidas decresceram 31-05-2024

Dormidas decresceram

O setor do alojamento turístico registou 2,6 milhões de hóspedes e 6,5 milhões de dormidas em abril de 2024, correspondendo a variações de -3,7% e -4,3%, respetivamente (+12,3% e +12,8% em março de 2024, pela mesma ordem). As dormidas de residentes decresceram 12,5%, correspondendo a 1,8 milhões, enquanto as de não residentes diminuíram 0,8%, totalizando 4,8 milhões.

Nos mercados externos, o britânico foi o principal mercado emissor em abril (quota de 18,2%), tendo registado um ligeiro decréscimo de 0,2%, seguido da Alemanha (peso de 11,7%), que cresceu 2,0%. O mercado espanhol (quota de 6,9%) destacou-se pelo decréscimo expressivo (-42,5%).

Em abril, observou-se alguma heterogeneidade na evolução das dormidas entre regiões. A RA Açores (+7,5%) registou o aumento mais expressivo, enquanto na RA Madeira (+0,8%), no Oeste e Vale do Tejo (+0,5%) e na Grande Lisboa (+0,1%) os acréscimos foram mais modestos. Nas restantes regiões, observaram-se decréscimos nas dormidas, com maior expressão no Alentejo (-11,3%) e no Algarve (-9,9%). 

A ocupação nos estabelecimentos de alojamento turístico diminuiu em abril, para 47,3% e 57,5%, nas taxas líquidas de ocupação cama e ocupação quarto, respetivamente (-3,6 p.p. e -2,7 p.p., pela mesma ordem). 

Importa assinalar que estes resultados foram influenciados pela estrutura móvel do calendário, ou seja, pelo efeito do período de férias associado à Páscoa, que no ano anterior se concentrou em abril, enquanto este ano se repartiu entre março e abril.

SABER +
Imagem sobre Taxa de variação homóloga do IPC estimada em 3,1% 31-05-2024

Taxa de variação homóloga do IPC estimada em 3,1%

Tendo por base a informação já apurada, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá aumentado para 3,1% em maio de 2024, taxa superior em 0,9 pontos percentuais (p.p.) à observada no mês anterior. Esta aceleração resulta essencialmente do efeito de base associado à redução mensal de preços registada em maio de 2023 (-0,7%), no seguimento da isenção de IVA num conjunto de bens alimentares essenciais. O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) terá registado uma variação de 2,7% (2,0% no mês precedente). A variação do índice relativo aos produtos energéticos diminuiu para 7,8% (7,9% no mês precedente) enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados registou um aumento de 2,6% (variação nula em abril).

Comparativamente com o mês anterior, a variação do IPC terá sido 0,2% (0,5% em abril e -0,7% em maio de 2023). 

Estima-se uma variação média nos últimos doze meses de 2,6% (valor idêntico ao do mês anterior).

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português terá registado uma variação homóloga de 3,9% (2,3% no mês precedente).

Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de maio de 2024 serão publicados no próximo dia 14 de junho.

SABER +
Imagem sobre Taxa de desemprego situou-se em 6,3% e taxa de subutilização do trabalho em 11,1% 29-05-2024

Taxa de desemprego situou-se em 6,3% e taxa de subutilização do trabalho em 11,1%

Março de 2024 (estimativas definitivas):

A população ativa (5 367,0 mil pessoas) aumentou em relação ao mês anterior (0,2%), a três meses antes (1,3%) e ao mesmo mês de 2023 (1,7%).

A população empregada (5 022,3 mil) aumentou em relação a fevereiro de 2024 (0,4%), a dezembro de 2023 (1,4%) e a março de um ano antes (2,1%).

A população desempregada (344,7 mil) registou decréscimos em relação aos três períodos de comparação: 2,1%, 0,7% e 4,4%, respetivamente.

A taxa de desemprego situou-se em 6,4%, valor inferior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) ao do mês anterior, em 0,1 p.p. ao de três meses antes e em 0,4 p.p.ao do mesmo mês de 2023.

A população inativa (2 432,2 mil) diminuiu relativamente ao mês anterior (0,4%), mas aumentou em relação a três meses antes (1,5%) e ao mês homólogo (0,9%).

A taxa de subutilização do trabalho situou-se em 11,2%, valor inferior ao dos três períodos de comparação: 0,2 p.p., 0,3 p.p. e 0,8 p.p., respetivamente.

Abril de 2024 (estimativas provisórias):

A população ativa (5 342,1 mil) diminuiu em relação a março (0,5%) e a janeiro de 2024 (0,2%), tendo aumentado por comparação com abril de 2023 (1,2%).

A população empregada (5 004,7 mil) registou um decréscimo em relação ao mês anterior (0,4%), mas acréscimos por comparação com três meses antes (1,9 mil pessoas, a que corresponde uma variação relativa quase nula) e a um ano antes (1,5%).

A população desempregada (337,4 mil) diminuiu em relação aos três períodos de comparação: 2,1%, 3,5% e 2,8%, respetivamente.

A taxa de desemprego situou-se em 6,3%, valor inferior aos três períodos de comparação: 0,1 p.p., 0,2 p.p. e 0,3 p.p., respetivamente.

A população inativa (2 460,9 mil) aumentou em relação aos três períodos de comparação: mês anterior (1,2%), a três meses antes (1,0%) e a um ano antes (2,2%).

A taxa de subutilização do trabalho situou-se em 11,1%, valor inferior ao de março de 2024 (0,1 p.p.), ao de janeiro do mesmo ano (0,4 p.p.) e ao de abril de 2023 (0,9 p.p.).

SABER +
Imagem sobre Vendas no Comércio cresceram 2,2% 29-05-2024

Vendas no Comércio cresceram 2,2%

O Índice de Volume de Negócios no Comércio registou, em abril, um abrandamento de 1,3 pontos percentuais (p.p.), para uma variação homóloga de 2,2%. As vendas no comércio a retalho aumentaram 1,8% (1,1% em março), enquanto o comércio por grosso aumentou 3,5% (5,9% no mês anterior).

Os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas apresentaram variações homólogas de 1,7%, 6,6% e 1,9% em abril (1,7%, 8,4% e -0,2% no mês precedente), respetivamente.

SABER +
Imagem sobre Indicador de confiança dos Consumidores diminui e indicador de clima económico aumenta 29-05-2024

Indicador de confiança dos Consumidores diminui e indicador de clima económico aumenta

O indicador de confiança dos Consumidores diminuiu em maio, após ter aumentado nos cinco meses anteriores e de ter registado em abril o valor mais elevado desde fevereiro de 2022. O saldo das opiniões dos Consumidores sobre a evolução passada dos preços diminuiu significativamente em maio, após o aumento registado em abril. O saldo das perspetivas relativas à evolução futura dos preços aumentou nos últimos dois meses, de forma ténue em maio, depois das diminuições registadas em fevereiro e março.

O indicador de clima económico aumentou em maio, após ter diminuído no mês anterior. Os indicadores de confiança aumentaram na Indústria Transformadora, na Construção e Obras Públicas e, de forma ligeira, no Comércio, tendo diminuído nos Serviços.

O saldo das expectativas dos empresários sobre a evolução futura dos preços de venda diminuiu em maio na Indústria Transformadora, na Construção e Obras Públicas e no Comércio, tendo aumentado nos Serviços, após ter diminuído entre fevereiro e abril. 

SABER +
Imagem sobre Estatísticas da Pesca - 2023 31-05-2024

Estatísticas da Pesca - 2023

A publicação Estatísticas da Pesca, para o ano de referência 2023, apresenta-se organizada em nove capítulos, com textos de análise e respetivos quadros estatísticos.

Assim, esta publicação associa-se uma vez mais às comemorações do Dia do Pescador - 31 de maio, disponibilizando um conjunto de informação relativa às Pescas em Portugal, bem como a alguns sectores da economia nacional relacionados. Os dados estatísticos divulgados incidem sobre assuntos tão diversificados como: descargas e capturas, desagregados por portos e espécies, mercado dos produtos da pesca e estruturas organizativas, frota de pesca, número de pescadores matriculados, informações relativas à indústria transformadora da pesca e aquicultura, comércio internacional do sector da pesca e atividades correlacionadas e dados relativos aos stocks e níveis de exploração. Nesta edição a desagregação geográfica dos resultados ao nível da região foi efetuada de acordo com a nova configuração das NUTS 2024.

Errata | Texto atualizado em 2024-06-17

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Abril de 2024 28-05-2024

Boletim Mensal de Estatística - Abril de 2024

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Maio de 2024 22-05-2024

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Maio de 2024

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre O parque habitacional - análise e evolução: 2011-2021 08-05-2024

O parque habitacional - análise e evolução: 2011-2021

O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza o estudo O Parque Habitacional - análise e evolução: 2011-2021 realizado em colaboração com o Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

Nesta publicação apresenta-se uma caraterização do parque habitacional português no período 2011 a 2021. Os principais temas abordados referem-se à evolução da população, famílias e alojamentos; às principais caraterísticas dos edifícios e dos alojamentos; à forma de ocupação, regime de propriedade e encargos com a habitação; à estimativa das carências habitacionais e da disponibilidade de habitação e às necessidades de reabilitação e dinâmica de construção para habitação.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Abril de 2024 19-04-2024

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Abril de 2024

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Março de 2024 16-04-2024

Boletim Mensal de Estatística - Março de 2024

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Desporto em Números - 2023 05-04-2024

Desporto em Números - 2023

O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza a 4.ª edição da publicação Desporto em Números 2023, na qual é divulgada informação relativa a um conjunto de indicadores sobre o desporto em Portugal. Nesta edição são incluídos os resultados da participação desportiva em 2022, relativos à prática de atividade desportiva e a prática de exercício físico, bem como informação sobre os principais obstáculos à prática dessas atividades. Na publicação são divulgados resultados obtidos a partir de diversas fontes, seja de operações estatísticas do INE ou de dados de natureza administrativa. A informação reporta aos anos de 2018 a 2023, quando disponível. A publicação está organizada em nove capítulos: ensino, emprego, empresas, remuneração média, comércio internacional de bens, preços no consumidor dos bens e serviços, financiamento público, desporto federado e participação desportiva, percorrendo um conjunto de indicadores síntese relativos à dimensão social e económica do desporto.

Edição bilingue

SABER +
Imagem sobre Estatísticas da Saúde - 2022 05-04-2024

Estatísticas da Saúde - 2022

A presente publicação, Estatísticas da Saúde - 2022, apresenta os dados estatísticos sobre saúde relativos a Portugal e principalmente ao ano de 2022, abrangendo dez subtemas, em geral com desagregação geográfica ao nível III da NUTS - 2024: estado de saúde, hospitais, farmácias e medicamentos, pessoal de saúde inscrito, partos, mortalidade geral, mortalidade infantil, mortalidade neonatal, mortalidade fetal e Conta Satélite da Saúde. 

Inclui ainda uma breve descrição das operações estatísticas que estão na origem dos dados publicados, bem como dos conceitos para fins estatísticos e classificações utilizados.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Março de 2024 21-03-2024

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Março de 2024

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Fevereiro de 2024 20-03-2024

Boletim Mensal de Estatística - Fevereiro de 2024

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
#