Política de Cookies

Para poder prestar um serviço personalizado, funcional e de qualidade aos utilizadores do nosso serviço WEBINQ, o INE utiliza cookies próprios, imprescindíveis ao bom funcionamento do site.
Mais informação

CALENDÁRIO +Info...

Friday, 1 de October de 2021

Monday, 4 de October de 2021

  • ITRM 2021 - 38ª Semana: Últ. dia

Tuesday, 5 de October de 2021

  • ITENF 2021 - 3º Trim: Início

Sunday, 10 de October de 2021

  • ICC 2021 - Out: Últ. dia
  • ICCOP 2021 - Out: Últ. dia
  • ICIT 2021 - Out: Últ. dia
  • ICS 2021 - Out: Últ. dia
  • IMPI 2021 - Set: Últ. dia
  • IPCAMP 2021 - Set: Últ. dia
  • IPCOL 2021 - Set: Últ. dia
  • IPHH 2021 - Set: Últ. dia
  • IVNE 2021 - Set: Últ. dia

Monday, 11 de October de 2021

Friday, 15 de October de 2021

Monday, 18 de October de 2021

  • ITRM 2021 - 40ª Semana: Últ. dia

Wednesday, 20 de October de 2021

Friday, 22 de October de 2021

  • IASM 2020: Últ. dia
  • IMGA 2021 - Set: Últ. dia
  • IMLV 2021 - Set: Últ. dia
  • IMTM 2021 - Set: Últ. dia

Monday, 25 de October de 2021

INFORMAÇÕES

13-10-2021

Atenção - O INE informa que, após um período de suspensão, as entrevistas presencias de alguns inquéritos às famílias estão a ser gradualmente retomadas.
Contudo, são garantidas todas as medidas de segurança e proteção dos inquiridos e dos entrevistadores.

EM DESTAQUE

1639
INE - Informar, Saber, Decidir
  • <
  • 1 de 30
  • >
Imagem sobre Balança Alimentar Portuguesa 15-10-2021

Balança Alimentar Portuguesa

As disponibilidades alimentares para consumo no período 2016-2020 continuam a evidenciar uma oferta alimentar excessiva e desequilibrada. Este período foi marcado na sua parte final pela pandemia COVID-19, com as disponibilidades para consumo da maioria dos grupos alimentares abordados na Balança Alimentar Portuguesa a apresentarem variações negativas em 2020, quando a evolução dessas disponibilidades desde 2016 até ao início da pandemia era positiva e acima das verificadas em 2012-2015.

O aporte calórico médio diário por habitante permaneceu elevado, 4 075 kcal, o que representa duas vezes o valor recomendado para um adulto com um peso médio saudável.

Consulte a Publicação

SABER +
Imagem sobre Mortalidade diminuiu comparativamente com setembro de 2020, mas o número de óbitos por COVID-19 aumentou 15-10-2021

Mortalidade diminuiu comparativamente com setembro de 2020, mas o número de óbitos por COVID-19 aumentou

No mês de setembro de 2021, o número de óbitos foi 8 541, valor inferior ao registado no mês precedente (-655 óbitos). Neste mês, registaram-se menos 453 óbitos (-5,0%) do que em setembro de 2020. O número de óbitos por COVID-19 reduziu-se para 222 (-166 relativamente a agosto de 2021), representando 2,6% do total de óbitos. Comparativamente com setembro de 2020, registou-se um aumento de 69 óbitos por COVID-19.

Em agosto de 2021, registaram-se 6 963 nados-vivos, correspondendo a uma redução de 3,5% relativamente ao mesmo mês de 2020. Apesar da tendência de decréscimo da natalidade, verificada desde julho de 2020, agosto registou o menor decréscimo desde janeiro de 2021.

No mês de agosto de 2021, o saldo natural foi de -2 213, superior ao do mês homólogo de 2020, quando registou o valor de -1 731.

Em agosto de 2021, celebraram-se 4 566 casamentos, correspondendo a 1,8 vezes o número de casamentos realizados no mês agosto de 2020 (+1 977). De janeiro a agosto de 2021 foram celebrados mais 6 667 casamentos do que no período homólogo de 2020 e menos 4 483 do que no período homólogo de 2019.

SABER +
Imagem sobre Taxa de ocupação-quarto foi 61,6% em agosto, 15,0 p.p. acima de agosto de 2020 mas 11,0 p.p. abaixo do valor registado no mesmo mês de 2019 14-10-2021

Taxa de ocupação-quarto foi 61,6% em agosto, 15,0 p.p. acima de agosto de 2020 mas 11,0 p.p. abaixo do valor registado no mesmo mês de 2019

O setor do alojamento turístico registou 2,5 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas em agosto de 2021, correspondendo a crescimentos de 35,6% e 47,6%, respetivamente (+60,4% e +73,0% em julho, pela mesma ordem). Os níveis atingidos em agosto de 2021 foram, no entanto, inferiores aos observados em agosto de 2019, tendo diminuído o número de hóspedes e de dormidas, 23,6% e 22,1%, respetivamente.
Em agosto, o mercado interno contribuiu com 4,2 milhões de dormidas, o valor mensal mais elevado desde que há registos, e aumentou 24,2%. Os mercados externos cresceram 94,5% e totalizaram 3,3 milhões de dormidas. Comparando com agosto de 2019, observa-se um crescimento de 22,6% nas dormidas de residentes e um decréscimo de 46,9% nas dormidas de não residentes.
Os proveitos registados nos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram 515,8 milhões de euros no total e 410,2 milhões de euros relativamente a aposento. Comparando com agosto de 2019, os proveitos totais diminuíram 19,2% e os relativos a aposento decresceram 19,3%. O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 71,4 euros em agosto (40,2 euros em julho). O rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 115,8 euros em agosto (98,7 euros em julho). Em agosto de 2019, o RevPAR e o ADR foram 84,4 euros e 116,2 euros, respetivamente.
Neste mês, a taxa de ocupação-quarto foi 61,6%, mais 15,0 p.p. que o observado em agosto de 2020, mas 11,0 p.p. abaixo do rácio registado em agosto de 2019 (72,6%).
Nos primeiros oito meses do ano, verificaram-se aumentos de 25,0% nos proveitos totais e de 27,2% nos relativos a aposento. Comparando com o mesmo período de 2019, registaram-se variações de -57,1% e -56,7%, respetivamente.
Entre janeiro e agosto de 2021, considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 8,8 milhões de hóspedes e 23,9 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 8,1% e 11,8%, respetivamente.

SABER +
Imagem sobre Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 1,5% 13-10-2021

Taxa de variação homóloga do IPC manteve-se em 1,5%

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 1,5% em setembro de 2021, taxa idêntica à observada no mês anterior. O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação homóloga de 0,9% (valor também idêntico ao registado em agosto).

A variação mensal do IPC foi 0,9% (-0,2% no mês precedente e 1,0% em setembro de 2020). A variação média dos últimos doze meses foi 0,6% (0,5% em agosto). 

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português apresentou uma variação homóloga de 1,3%, taxa idêntica à do mês anterior e inferior em 2,1 pontos percentuais (p.p.) ao valor estimado pelo Eurostat para a área do Euro (em agosto de 2021, esta diferença foi 1,7 p.p.). 

O IHPC registou uma variação mensal de 0,8% (-0,1% no mês anterior e 0,8% em setembro de 2020) e uma variação média dos últimos doze meses de 0,2% (0,1% no mês precedente).

SABER +
Imagem sobre Em 2019, o Potencial de Aquecimento Global continuou a diminuir num contexto de crescimento económico 13-10-2021

Em 2019, o Potencial de Aquecimento Global continuou a diminuir num contexto de crescimento económico

Em 2019, o Potencial de Aquecimento Global e o de Acidificação diminuíram 4,7 e 1,8%, respetivamente. O Potencial de Formação de Ozono Troposférico aumentou 0,2%.
À semelhança do ano anterior, observou-se um decréscimo do Potencial de Aquecimento Global e um crescimento da atividade económica (em 2019 o Valor Acrescentado Bruto cresceu, em termos reais, 2,6%). Esta dissociação refletiu simultaneamente as reduções da intensidade energética e da relação entre emissões e a procura de energia.

SABER +
Imagem sobre Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 80.º reporte semanal 12-10-2021

Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 80.º reporte semanal

O INE disponibiliza o reporte semanal para acompanhamento do impacto social e económico da pandemia COVID-19.
O presente reporte versa sobre os destaques relativos a:
- Índice de Custos de Construção de Habitação Nova – Agosto de 2021, publicado a 07 de outubro;
- Índices de Produção, Emprego, Remunerações na Construção – Agosto de 2021, publicado a 08 de outubro;
- Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria – Agosto de 2021, publicado a 08 de outubro.
Para maior detalhe, consulte os links, para informação relacionada, disponíveis ao longo do destaque.

SABER +
Imagem sobre Volume de Negócios nos Serviços cresceu 11,2% 11-10-2021

Volume de Negócios nos Serviços cresceu 11,2%

O índice de volume de negócios nos serviços apresentou uma variação homóloga nominal de 11,2% em agosto, inferior em 0,3 pontos percentuais (p.p.) ao mês precedente. O índice de agosto de 2021 permaneceu inferior (4,1%) ao mês homólogo de 2019.

A variação em cadeia do índice global foi 2,6% (-0,4% em julho).

Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas de 1,1%, 3,3% e 2,4%, respetivamente (1,0%, 4,2% e 5,6% em julho, pela mesma ordem).

SABER +
Imagem sobre Exportações e Importações aumentaram 16,6% e 21,9%, em termos nominais 11-10-2021

Exportações e Importações aumentaram 16,6% e 21,9%, em termos nominais

Em agosto de 2021, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de 

+16,6% e +21,9%, respetivamente (+11,4% e +21,2%, pela mesma ordem, em julho de 2021). Face a agosto de 2019, verificaram-se variações de +14,1% e +12,3%, pela mesma ordem. 

Excluindo Combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações aumentaram 12,8% e 16,0%, respetivamente (+8,3% e +15,0%, pela mesma ordem, em julho de 2021). Em comparação com agosto de 2019, registaram-se acréscimos de 11,5% nas exportações e de 7,6% nas importações.

O défice da balança comercial de bens aumentou 479 milhões de euros face ao mês homólogo de 2020 (aumentou 131 milhões de euros em relação a agosto de 2019), atingindo 1 754 milhões de euros em agosto de 2021. Excluindo Combustíveis e lubrificantes, o défice atingiu 1 242 milhões de euros.

No trimestre terminado em agosto de 2021, as exportações de bens aumentaram 16,2% e as importações 24,4% em relação ao mesmo período de 2020 (+26,4% e +33,9%, pela mesma ordem, no trimestre terminado em julho de 2021). Comparando com o trimestre terminado em agosto de 2019, as exportações e as importações aumentaram 8,2% e 3,2%, respetivamente. 

No período acumulado de janeiro a agosto de 2021, face ao mesmo período de 2019, verificou-se um aumento de 4,1% nas exportações (+21,5% face ao mesmo período de 2020) e um decréscimo de 2,8% nas importações (+18,1% face a 2020), sendo de salientar os acréscimos de Fornecimentos industriais (+7,6%, +26,1% em relação a 2020 nas exportações; +14,4%, +32,1% em relação a 2020 nas importações) e os decréscimos de Material de transporte (-9,8%, +20,6% face a 2020 nas exportações; -32,5%, +8,6% em relação a 2020 nas importações).

SABER +
Imagem sobre Volume de Negócios na Indústria aumentou 13,8% 08-10-2021

Volume de Negócios na Indústria aumentou 13,8%

O Índice de Volume de Negócios na Indústria apresentou uma variação homóloga nominal de 13,8% em agosto (12,2% no mês precedente). Os índices relativos ao mercado nacional e ao mercado externo tiveram crescimentos de 11,8% e 17,4% (8,1% e 18,4% em julho, pela mesma ordem). Em agosto de 2021, os índices total, do mercado nacional e do mercado externo superavam em, respetivamente, 7,3%, 4,2% e 12,6%, os valores registados no mesmo mês de 2019. 

O emprego e as remunerações registaram variações homólogas de 0,9% e 5,1% (0,8% e 5,8% no mês anterior), respetivamente, enquanto as horas trabalhadas diminuíram 1,3% (aumento de 3,8% em julho).

SABER +
Imagem sobre Produção na construção cresceu 2,6% 08-10-2021

Produção na construção cresceu 2,6%

O Índice de Produção na Construção aumentou 2,6% em agosto, em termos homólogos, desacelerando 1,6 pontos percentuais (p.p.) face ao observado no mês anterior. O emprego e as remunerações apresentaram variações homólogas de 1,6% e 5,8% (2,0% e 5,6% em julho), respetivamente.

SABER +
Imagem sobre Impostos com relevância ambiental em 2020 representaram 6,8% do total das receitas de impostos e contribuições sociais 08-10-2021

Impostos com relevância ambiental em 2020 representaram 6,8% do total das receitas de impostos e contribuições sociais

Em 2020, o valor dos impostos com relevância ambiental ascendeu a cerca de 4,77 mil milhões de euros, correspondendo a 6,8% do total das receitas de impostos e contribuições sociais coletado (7,3% em 2019). Aquele valor representou uma diminuição de 12% face a 2019, o que compara com a variação de -4,6% observada para o total da receita de impostos e contribuições sociais, refletindo os efeitos particularmente significativos da pandemia COVID-19 na receita de impostos associados à aquisição e utilização de veículos automóveis.
De acordo com a informação disponível para 2019, o peso destes impostos no total da receita fiscal incluindo contribuições sociais foi em Portugal (7,3%) superior à média da União Europeia (5,9%).

SABER +
Imagem sobre Custos de construção aumentam 6,8% em termos homólogos 07-10-2021

Custos de construção aumentam 6,8% em termos homólogos

Em agosto, estima-se que os custos de construção de habitação nova tenham aumentado 6,8% em termos homólogos, mais 0,3 pontos percentuais (p.p.) face ao observado no mês anterior O preço dos materiais e o custo da mão de obra apresentaram, respetivamente, variações de 8,7% e de 4,1% face ao período homólogo.

SABER +
Imagem sobre Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 79.º reporte semanal 07-10-2021

Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 79.º reporte semanal

O INE disponibiliza o reporte semanal para acompanhamento do impacto social e económico da pandemia COVID-19.
O presente reporte versa sobre os destaques relativos a:
- Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação – agosto de 2021, publicado a 27 de setembro;
- Estatísticas de Rendas da Habitação ao nível local – 2.º Trimestre de 2021, publicado a 28 de setembro;
- Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores – setembro de 2021, publicado a 29 de setembro;
- Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego – agosto de 2021, publicado a 29 de setembro;
- Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas no Comércio a Retalho – agosto de 2021, publicado a 29 de setembro;
- Estimativa Rápida do IPC/IHPC – setembro de 2021, publicado a 30 de setembro;
- Atividade Turística - Estimativa Rápida – agosto de 2021, publicado a 30 de setembro;
- Índices de Produção Industrial – agosto de 2021, publicado a 30 de setembro.
Para maior detalhe, consulte os links, para informação relacionada, disponíveis ao longo do destaque.

SABER +
Imagem sobre Produção Industrial registou uma variação homóloga de -9,0% 30-09-2021

Produção Industrial registou uma variação homóloga de -9,0%

O Índice de Produção Industrial  diminui, em termos homólogos, 9,0% (aumento de 0,8% em julho). Excluindo o agrupamento de Energia esta variação foi de -6,6% (1,2% no mês precedente). A taxa de variação da secção das Indústrias Transformadoras situou-se em -7,1% (0,2% em julho). A variação mensal do índice agregado foi -1,4% (3,7% no mês anterior).

SABER +
Imagem sobre Dormidas de residentes atingem máximo histórico em agosto 30-09-2021

Dormidas de residentes atingem máximo histórico em agosto

O setor do alojamento turístico registou 2,5 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas em agosto de 2021, correspondendo a aumentos  de 35,6% e 47,6%, respetivamente (+60,4% e +73,0% em julho, pela mesma ordem). Os níveis atingidos em agosto de 2021 foram, no entanto, inferiores aos observados em agosto de 2019, tendo diminuído o número de hóspedes e de dormidas, 23,6% e 22,1%, respetivamente.
Em agosto, o mercado interno contribuiu com 4,2 milhões de dormidas, o valor mensal mais elevado desde que há registos, e aumentou 24,2%. Os mercados externos cresceram 94,5% e totalizaram 3,3 milhões de dormidas. Comparando com agosto de 2019, observa-se um crescimento de 22,6% nas dormidas de residentes e um decréscimo de 46,9% nas dormidas de não residentes.
Nos primeiros oito meses do ano, verificou-se um aumento de 11,8% das dormidas totais, resultante de variações de +29,1% nos residentes e de -6,4% nos não residentes. Comparando com o mesmo período de 2019, as dormidas diminuíram 58,4% (-18,9% nos residentes e -75,6% nos não residentes).
Em agosto, 16,5% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (20,4% em julho).

SABER +
Imagem sobre Taxa de variação homóloga do IPC estimada em 1,5% 30-09-2021

Taxa de variação homóloga do IPC estimada em 1,5%

Tendo por base a informação já apurada, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá sido 1,5% em setembro de 2021, valor idêntico ao registado em agosto. O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) terá registado uma variação de 0,9% (valor também idêntico ao registado no mês anterior). Estima-se que a taxa de variação homóloga do índice relativo aos produtos energéticos se situe em 10,4% (9,3% no mês precedente) enquanto o índice referente aos produtos alimentares não transformados terá apresentado uma variação de -0,3% (0,2% em agosto).
Comparativamente com o mês anterior, a variação do IPC ter-se-á fixado em 0,9% (-0,2% em agosto de 2021 e 1,0% em setembro de 2020).
Estima-se uma variação média nos últimos doze meses de 0,6% (0,5% no mês anterior). 
O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português terá registado uma variação homóloga de 1,3% (valor idêntico ao registado no mês anterior).
Os dados definitivos referentes ao IPC do mês de setembro serão publicados no próximo dia 13 de outubro.

SABER +
Imagem sobre Vendas no Comércio a Retalho cresceram 3,1% 29-09-2021

Vendas no Comércio a Retalho cresceram 3,1%

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho passou de uma variação homóloga de 1,8% em julho para 3,1% em agosto, situando-se praticamente ao nível (-0,1%) de agosto de 2019. Os Produtos Alimentares cresceram 3,8% e os não Alimentares 2,6%.
Os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas apresentaram taxas de variação homóloga de 1,7%, 3,1% e 3,4%, respetivamente (variações de 0,9%, 4,4% e 3,4% em julho, pela mesma ordem).

SABER +
Imagem sobre Em agosto, a taxa de desemprego situou-se em 6,4% e a taxa de subutilização em 12,6% 29-09-2021

Em agosto, a taxa de desemprego situou-se em 6,4% e a taxa de subutilização em 12,6%

Julho de 2021:
• A população empregada aumentou 0,5% relativamente ao mês anterior, 2,4% em relação a três meses antes e 4,8% quando comparada com o mesmo mês de 2020.
• A população desempregada diminuiu 3,6% em relação a junho de 2021, 4,0% relativamente a abril do mesmo ano e 16,0% comparativamente a julho de 2020.
• A taxa de desemprego situou-se em 6,6%, valor inferior em 0,2 pontos percentuais (p.p.) ao do mês anterior, em 0,4 p.p. ao de três meses antes e em 1,5 p.p. ao de um ano antes.
• A taxa subutilização de trabalho situou-se em 12,6%, tendo diminuído 0,2 p.p. em relação ao mês precedente, 0,3 p.p. por comparação com três meses antes e 3,1 p.p. relativamente ao mês homólogo de 2020.

Agosto de 2021:
• A população empregada diminuiu 0,6% em relação ao mês anterior e aumentou 0,5% relativamente a três meses antes e 3,8% por comparação com o mês homólogo de 2020.
• A população desempregada diminuiu em relação aos três períodos de comparação: 4,1%, 9,9% e 20,9% respetivamente.
• A taxa de desemprego situou-se em 6,4%, menos 0,2 p.p. do que no mês precedente, menos 0,6 p.p. do que três meses antes e menos 1,8 p.p. do que um ano antes.
• A taxa subutilização de trabalho situou-se em 12,6%, valor idêntico ao de julho de 2021 e inferior em 0,2 p.p. ao de abril do mesmo ano e em 2,9 p.p. ao de agosto de 2020.

SABER +
Imagem sobre Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico diminui 29-09-2021

Indicador de confiança dos Consumidores aumenta e indicador de clima económico diminui

O indicador de confiança dos Consumidores aumentou em agosto e setembro, após ter diminuído em julho, aproximando-se dos valores pré-pandemia registados no início de 2020.
O indicador de clima económico diminuiu em setembro, apresentando um comportamento irregular desde julho quando se interrompeu a recuperação observada desde março. Os indicadores de confiança diminuíram em setembro na Construção e Obras Públicas, no Comércio e nos Serviços, sobretudo no último caso, enquanto na Indústria Transformadora o indicador aumentou, contrariando a diminuição observada no mês anterior.

SABER +
Imagem sobre Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 78.º reporte semanal 29-09-2021

Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 78.º reporte semanal

O INE disponibiliza o reporte semanal para acompanhamento do impacto social e económico da pandemia COVID-19.
O presente reporte versa sobre os destaques relativos a:
- Taxas de Juro Implícitas no Crédito à Habitação – Agosto de 2021, publicado a 20 de setembro;
- Índice de Preços da Habitação – 2.º Trimestre de 2021, publicado a 22 de setembro;
- Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional – 2.º Trimestre de 2021, publicado a 23 de setembro;
- Principais Agregados das Administrações Públicas – 2020, publicado a 23 de setembro;
- Tábuas de Mortalidade em Portugal - Desagregação regional – 2018-2020, publicado a 24 setembro.
Para maior detalhe, consulte os links, para informação relacionada, disponíveis ao longo do destaque.

SABER +
Imagem sobre Balança Alimentar Portuguesa - 2020 15-10-2021

Balança Alimentar Portuguesa - 2020

A Balança Alimentar Portuguesa (BAP) é um instrumento analítico de natureza estatística que mede o consumo alimentar do ponto de vista da oferta dos alimentos. É expresso em disponibilidades edíveis diárias por habitante, traduzidas em calorias, proteínas, hidratos de carbono, gorduras e álcool. Nesta edição apresenta-se a informação atualizada para o período 2016-2020.

Está disponível um conjunto de indicadores estatísticos harmonizados e comparáveis sobre a BAP no período de 1990 a 2020 em Produtos | Base de Dados.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Agosto de 2021 21-09-2021

Boletim Mensal de Estatística - Agosto de 2021

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais;  População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Setembro de 2021 21-09-2021

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Setembro de 2021

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Julho de 2021 20-08-2021

Boletim Mensal de Estatística - Julho de 2021

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Agosto de 2021 20-08-2021

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Agosto de 2021

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre Estatísticas do rendimento ao nível local - 2019 27-07-2021

Estatísticas do rendimento ao nível local - 2019

O INE divulga as Estatísticas do Rendimento ao nível local com base em dados fiscais anonimizados da Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) relativos à Nota de liquidação do imposto sobre o Rendimento das pessoas Singulares (IRS – Modelo 3), obtidos no âmbito de um protocolo celebrado entre as duas entidades.

Os resultados apresentados nesta publicação baseiam-se nos valores do rendimento bruto, declarado do IRS liquidado e da variável derivada rendimento bruto declarado deduzido do IRS liquidado, por agregado fiscal e por sujeito passivo. O ano em que se centra a análise é 2019, último ano com informação disponibilizada ao INE, embora se apresentem dados para 2018. 

Os resultados encontram-se estruturados em fichas de síntese para os municípios com 2 mil ou mais sujeitos passivos deste imposto e para as 25 sub-regiões NUTS III do país.

Esta iniciativa insere-se no quadro de desenvolvimento da Infraestrutura Nacional de Dados (IND) no INE, que corresponde ao corolário de um caminho que tem sido prosseguido nos últimos anos de integração de dados provenientes de fontes diversas. As Estatísticas do Rendimento ao nível local, resultantes do aproveitamento de fontes administrativas, pretendem contribuir para a leitura da diversidade territorial da distribuição do rendimento à escala local.


Estatísticas em desenvolvimento

STATSLab-Estatísticas em desenvolvimento

 

SABER +
Imagem sobre REVSTAT - Statistical Journal - Julho de 2021 23-07-2021

REVSTAT - Statistical Journal - Julho de 2021

Publicação de artigos de relevante conteúdo científico, abrangendo todos os ramos da Probabilidade e da Estatística, e que oferece um contributo efetivo para o esclarecimento e a divulgação de métodos estatísticos inovadores fundamentados em problemas reais.

SABER +
Imagem sobre Portugal em números - 2020 23-07-2021

Portugal em números - 2020

A publicação Portugal em Números apresenta informação estatística de síntese sobre Portugal organizada em quatro áreas: o Território, as Pessoas, a Atividade económica e o Estado.

Edição bilingue

SABER +
Imagem sobre Estatísticas Agrícolas - 2020 22-07-2021

Estatísticas Agrícolas - 2020

A publicação Estatísticas Agrícolas - 2020, está organizada em 12 capítulos, com textos de análise e respetivos quadros estatísticos. A informação divulgada cobre a atividade agrícola e alguns setores da economia nacional com ligações ao setor agrícola, incluindo temas tão diversificados como a produção vegetal, animal e florestal; a economia agrícola, analisada através das contas económicas da agricultura, da silvicultura e preços e índices de preços na agricultura, bem como o comércio internacional de produtos agrícolas e florestais, entre outros.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Junho de 2021 21-07-2021

Boletim Mensal de Estatística - Junho de 2021

Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
#