Política de Cookies

Para poder prestar um serviço personalizado, funcional e de qualidade aos utilizadores do nosso serviço WEBINQ, o INE utiliza cookies próprios, imprescindíveis ao bom funcionamento do site.
Mais informação

CALENDÁRIO +Info...

Tuesday, 1 de June de 2021

Monday, 7 de June de 2021

  • ITRM 2021 - 21ª Semana: Últ. dia

Thursday, 10 de June de 2021

  • ICC 2021 - Jun: Últ. dia
  • ICCOP 2021 - Jun: Últ. dia
  • ICIT 2021 - Jun: Últ. dia
  • ICS 2021 - Jun: Últ. dia
  • IMPI 2021 - Mai: Últ. dia
  • IPCAMP 2021 - Mai: Últ. dia
  • IPCOL 2021 - Mai: Últ. dia
  • IPHH 2021 - Mai: Últ. dia
  • IVNE 2021 - Mai: Últ. dia

Monday, 14 de June de 2021

  • ITRM 2021 - 22ª Semana: Últ. dia

Tuesday, 15 de June de 2021

Sunday, 20 de June de 2021

Monday, 21 de June de 2021

  • IATM 2020: Últ. dia
  • ITRM 2021 - 27ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 28ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 29ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 30ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 31ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 32ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 33ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 34ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 35ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 36ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 37ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 38ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 39ª Semana: Início
  • ITRM 2021 - 23ª Semana: Últ. dia

Tuesday, 22 de June de 2021

  • IMTM 2021 - Mai: Últ. dia

Wednesday, 23 de June de 2021

  • IMGA 2021 - Mai: Últ. dia
  • IMLV 2021 - Mai: Últ. dia

Friday, 25 de June de 2021

  • IMAAC 2021 - Mai: Últ. dia
  • IMVC 2021 - Mai: Últ. dia
  • IPMC 2021 - Jun: Últ. dia
  • IPPI 2021 - Jun: Últ. dia

Monday, 28 de June de 2021

  • ITRM 2021 - 24ª Semana: Últ. dia

INFORMAÇÕES

16-03-2020

Atendimento WebInq - Devido ao COVID-19 estão previstas algumas limitações no serviço de atendimento do WebInq. Sugere-se que privilegie o contacto através do  email: webinq@ine.pt. Agradecemos a vossa compreensão, em particular nestas circunstâncias atípicas e bastante incertas.

13-03-2020

Atenção - Dadas as circunstâncias atuais da COVID-19, o INE decidiu suspender as entrevistas presenciais de alguns inquéritos devido ao risco para os inquiridos e entrevistadores. Manterá a inquirição por via telefónica ou via internet (quando aplicável), para os quais apela à boa colaboração dos inquiridos.
 

EM DESTAQUE

0447
INE - Informar, Saber, Decidir
  • <
  • 1 de 30
  • >
Imagem sobre Casamentos em abril praticamente ao mesmo nível do conjunto dos três meses anteriores 18-06-2021

Casamentos em abril praticamente ao mesmo nível do conjunto dos três meses anteriores

No mês de maio de 2021, o número de óbitos foi 8 584. Apesar de ligeiramente superior ao valor registado em abril, manteve-se abaixo do número de óbitos registado no mesmo mês de 2020, menos 10,5% (-1 007 óbitos). O número de óbitos por COVID-19 foi 49, representando 0,6% do total de óbitos.
Em março e abril de 2021, registaram-se, respetivamente, 6 567 e 6 153 nados-vivos, correspondendo a reduções de 8,3% (-597) e 11,5% (-801), relativamente aos mesmos meses de 2020, mantendo-se, assim, a tendência de decréscimo verificada desde julho de 2020.
O saldo natural, apesar de continuar negativo, recuperou em março e abril para, respetivamente, -3 039 e -2 275.
Em março de 2021 celebraram-se 443 casamentos, menos 57,2% que no mês homólogo do ano anterior. Em abril 2021, o número de casamentos celebrados foi 1 381, valor que se aproxima do total de casamentos celebrados no primeiro trimestre de 2021 (1 430).

SABER +
Imagem sobre Preços na Produção Industrial aumentaram 7,8% 18-06-2021

Preços na Produção Industrial aumentaram 7,8%

A taxa de variação homóloga do Índice de Preços na Produção Industrial (IPPI) registou um aumento homólogo de 7,8% em maio (5,1% no mês anterior). Excluindo o agrupamento de Energia a variação dos preços foi de 4,5% (2,6% em abril). A variação mensal do índice agregado foi 1,6% (-0,9% em igual período de 2020).

SABER +
Imagem sobre Taxa de juro desceu para 0,820%, capital em dívida e prestação mensal fixaram-se em 56 011 euros e 232 euros, respetivamente 17-06-2021

Taxa de juro desceu para 0,820%, capital em dívida e prestação mensal fixaram-se em 56 011 euros e 232 euros, respetivamente

A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi 0,820% em maio (0,826% no mês anterior). Nos contratos celebrados nos últimos três meses, a taxa de juro subiu de 0,655% em abril para 0,677% em maio. No mês em análise, o capital médio em dívida aumentou 96 euros, fixando-se em 56 011 euros. A prestação média subiu 1 euro, para 232 euros.

SABER +
Imagem sobre Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 63.º reporte semanal 15-06-2021

Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 63.º reporte semanal

O INE disponibiliza o reporte semanal para acompanhamento do impacto social e económico da pandemia COVID-19.
O presente reporte versa sobre os destaques relativos a:
- Atividade dos Transportes – 1.º Trimestre de 2021, publicado a 07 de junho;
- Índice de Custos de Construção de Habitação Nova – abril de 2021, publicado a 07 de junho;
- Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas na Indústria – abril de 2021, publicado a 08 de junho;
- Principais Agregados das Administrações Públicas, Estatísticas da Despesa Pública – 2020, publicado a 08 de junho;
- Construção: Obras Licenciadas e Concluídas – 1.º Trimestre de 2021, publicado a 09 de junho;
- Índices de Produção, Emprego, Remunerações na Construção – abril de 2021, publicado a 09 de junho;
- Estatísticas do Comércio Internacional – abril de 2021, publicado a 09 de junho;
- Índices de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas nos Serviços – abril de 2021, publicado a 11 de junho.
Para maior detalhe, consulte os links, para informação relacionada, disponíveis ao longo do destaque.

SABER +
Imagem sobre Crescimento populacional inferior ao de 2019 em resultado do agravamento do saldo natural e da diminuição do saldo migratório 14-06-2021

Crescimento populacional inferior ao de 2019 em resultado do agravamento do saldo natural e da diminuição do saldo migratório

A população residente em Portugal, em 31 de dezembro de 2020, foi estimada em 10 298 252 pessoas, mais 2 343 pessoas que em 2019.
O ligeiro acréscimo populacional em 2020 resultou de um saldo migratório de 41 274 pessoas (44 506 em 2019), que compensou o saldo natural negativo, agravado em 2020 para -38 931 (-25 214 em 2019). Estes resultados traduziram-se em taxas de crescimento efetivo, migratório e natural de 0,02%, 0,40% e -0,38%, respetivamente.
O número de filhos por mulher em idade fértil desceu para 1,40 filhos (1,42 em 2019), em consequência da redução da natalidade verificada em 2020.
Em 2020, o envelhecimento demográfico continuou a acentuar-se. O índice de envelhecimento, que compara a população com 65 e mais anos (população idosa) com a população dos 0 aos 14 anos (população jovem), atingiu o valor de 167,0 idosos por cada 100 jovens (163,2 em 2019).
A idade mediana da população residente em Portugal, que corresponde à idade que divide a população em dois grupos de igual dimensão, passou de 45,5 anos em 2019 para 45,8 anos em 2020. Em 2019, ano mais recente para o qual existem dados comparáveis disponibilizados pelo Eurostat, Portugal tinha a terceira idade mediana mais elevada da União Europeia (UE 27: 43,9 anos).

SABER +
Imagem sobre Taxa de variação homóloga do IPC aumenta para 1,2% 14-06-2021

Taxa de variação homóloga do IPC aumenta para 1,2%

A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 1,2% em maio de 2021, taxa superior em 0,6 pontos percentuais (p.p.) à registada no mês anterior. O indicador de inflação subjacente (índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos) registou uma variação homóloga de 0,6% (0,1% em abril).
A variação mensal do IPC foi 0,2% (0,4% no mês precedente e -0,4% em maio de 2020). A variação média dos últimos doze meses foi 0,2% (0,1% em abril).
O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou uma variação homóloga de 0,5%, taxa superior em 0,6 p.p. à do mês anterior e inferior em 1,5 p.p. ao valor estimado pelo Eurostat para a área do Euro (em abril de 2021, esta diferença foi de 1,7 p.p.)
O IHPC registou uma variação mensal de 0,3% (0,5% no mês anterior e -0,2% em maio de 2020) e uma variação média dos últimos doze meses de -0,1% (-0,2% no mês precedente).

SABER +
Imagem sobre Crescimento da atividade turística em abril, mas ainda longe dos resultados do período homólogo de 2019 14-06-2021

Crescimento da atividade turística em abril, mas ainda longe dos resultados do período homólogo de 2019

O setor do alojamento turístico registou 460,0 mil hóspedes e 946,8 mil dormidas em abril de 2021, correspondendo a variações de 762,6% e 510,8%, respetivamente, relativamente ao mesmo mês de 2020, quando praticamente a atividade turística cessou (-59,6% e -67,1% em março, pela mesma ordem). Comparando com abril de 2019, os hóspedes registaram um decréscimo de 80,3% e as dormidas diminuíram 84,2%.
As dormidas de residentes aumentaram 517,0% (-20,8% em março) e as de não residentes cresceram 496,5% (-86,7% no mês anterior). Comparando com abril de 2019, observaram-se decréscimos de 60,3% e 93,5%, respetivamente. A taxa líquida de ocupação-cama (12,9%) aumentou 6,1 p.p. (-7,1 p.p. em março).
Os proveitos registados nos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram 47,7 milhões de euros no total e 35,9 milhões de euros relativamente a aposento, correspondendo a variações de 838,0% e 696,4%, respetivamente (-73,5% e -71,5% em março, pela mesma ordem). Comparando com abril de 2019, os proveitos totais diminuíram 85,8% e os relativos a aposento decresceram 85,6%.
No conjunto dos estabelecimentos de alojamento turístico, o rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 10,8 euros em abril (7,4 euros em março). O rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 61,9 euros em abril (51,0 euros em março). Em abril de 2019, o RevPAR e o ADR foram 45,5 euros e 81,3 euros, respetivamente.
Nos primeiros quatro meses do ano, verificou-se uma diminuição de 70,1% das dormidas totais, resultante de variações de -39,0% nos residentes e de -85,6% nos não residentes. Neste período, os proveitos registaram diminuições de 73,6% no total e 72,3% relativos a aposento.
Entre janeiro e abril, considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 1,4 milhões de hóspedes e 3,3 milhões de dormidas, correspondendo a variações de -65,9% e -67,2%, respetivamente.

SABER +
Imagem sobre Volume de Negócios nos Serviços acelerou para 43,6% 11-06-2021

Volume de Negócios nos Serviços acelerou para 43,6%

O índice de volume de negócios nos serviços passou de uma variação homóloga nominal de 0,5% em março, para 43,6% em abril. O acentuado aumento reflete a comparação com o mês de abril de 2020, fortemente afetado pela pandemia, em que o índice caiu para 73,2. Comparativamente com abril de 2019, o índice é ainda inferior em 11,2%.
A variação em cadeia do índice foi 5,9% (3,5% em março), com crescimentos expressivos no Alojamento, restauração e similares (27,2%) e nas Atividades de informação e comunicação (18,1%).
Os índices de emprego, de remunerações e de horas trabalhadas ajustado de efeitos de calendário, apresentaram variações homólogas de -3,4%, 4,6% e 18,5%, respetivamente (-8,9%, -5,2% e -14,1% em março, pela mesma ordem).

SABER +
Imagem sobre Produção na Construção aumentou 3,2% 09-06-2021

Produção na Construção aumentou 3,2%

O Índice de Produção na Construção cresceu 3,2% em abril, taxa 4,4 pontos percentuais (p.p.) superior à registada em março. O índice situou-se 3,1% abaixo de abril de 2019. O emprego e as remunerações apresentaram variações homólogas de 3,0% e 14,7% (variações de 0,5% e 6,7% no mês anterior, respetivamente).

SABER +
Imagem sobre Licenciamentos indicam perspetivas positivas para a construção 09-06-2021

Licenciamentos indicam perspetivas positivas para a construção

No 1º trimestre de 2021 foram licenciados 6,5 mil edifícios, +7,0% face ao mesmo período do ano anterior (+1,0% no 4º trimestre de 2020). Os edifícios licenciados em construções novas aumentaram 8,4% enquanto o licenciamento para reabilitação registou um crescimento de 1,5% (+3,4% e -6,3%, pela mesma ordem, no 4º trimestre de 2020). Os edifícios concluídos decresceram 13,6% (-4,1% no 4º trimestre de 2020), totalizando 3,7 mil edifícios.
Comparativamente com o trimestre anterior, o número de edifícios licenciados cresceu 11,6% (-2,4% no 4º trimestre de 2020) e o número de edifícios concluídos aumentou 0,4% (+1,0% no 4º trimestre de 2020).
Numa análise mensal, verifica-se que após os decréscimos homólogos observados em janeiro e fevereiro, os edifícios licenciados observaram um crescimento de 43,6% em março e 64,1% em abril. Quando comparado com os mesmos meses do ano 2019, este crescimento é também relevante, verificando-se aumentos de 25,9% em março e 25,7% em abril.

SABER +
Imagem sobre Exportações e importações aumentaram 82,4% e 60,4%, em termos nominais, superando no caso das exportações o nível do período homólogo de 2019 09-06-2021

Exportações e importações aumentaram 82,4% e 60,4%, em termos nominais, superando no caso das exportações o nível do período homólogo de 2019

Em abril de 2021, as exportações e as importações de bens registaram variações homólogas nominais de +82,4% e +60,4%, respetivamente (+28,7% e +13,0%, pela mesma ordem, em março de 2021). Note-se que estas variações homólogas, em abril, incidem sobre o mês de 2020 em que o impacto da pandemia COVID-19 se fez sentir de forma mais intensa, correspondendo ao mês com os menores valores absolutos e com os maiores decréscimos homólogos de todo o período pandémico. Face a abril de 2019, verificaram-se variações de +7,0% e -2,6%, pela mesma ordem, sendo de mencionar que as importações nesse mês de 2019 foram particularmente elevadas em consequência da aquisição ao exterior de Material de transporte.
Excluindo Combustíveis e lubrificantes, as exportações e as importações aumentaram 82,1% e 60,1%, respetivamente (+28,1% e +15,8%, pela mesma ordem, em março de 2021). Em comparação com abril de 2019, as exportações cresceram 8,4% e as importações diminuíram 0,6%.
O défice da balança comercial de bens aumentou 70 milhões de euros face ao mês homólogo de 2020 (diminuiu 525 milhões de euros em relação a abril de 2019), atingindo 1 255 milhões de euros em abril de 2021. Excluindo Combustíveis e lubrificantes, o défice atingiu 890 milhões de euros.
No trimestre terminado em abril de 2021, as exportações de bens aumentaram 31,0% e as importações cresceram 15,8% face ao trimestre terminado em abril de 2020 (+6,1% e -5,0%, pela mesma ordem, no 1º trimestre de 2021). Comparando com o trimestre terminado em abril de 2019, as exportações aumentaram 7,5% e as importações diminuíram 2,8%.
No período acumulado de janeiro a abril de 2021, face ao mesmo período de 2019, as exportações aumentaram 3,9% e as importações registaram uma diminuição de 6,7%. Destacaram-se em ambos os fluxos os decréscimos no Material de transporte (-4,8% nas exportações e -29,1% nas importações) e os aumentos nas Máquinas e outros bens de capital (+13,1% e +4,5%, respetivamente) e nos Fornecimentos industriais (+3,3% e +5,0%, pela mesma ordem).
Este destaque integra ainda uma caixa com os principais resultados referentes ao ano de 2020, incluindo uma comparação entre as evoluções das exportações e das importações portuguesas com, respetivamente, as importações e as exportações globais dos três principais parceiros comerciais da economia portuguesa (Espanha, França e Alemanha), beneficiando da informação recentemente disponibilizada pelo Eurostat.

SABER +
Imagem sobre Indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Portugal 09-06-2021

Indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Portugal

O Instituto Nacional de Estatística disponibiliza hoje uma nova edição da publicação nacional de acompanhamento estatístico da Agenda 2030 da ONU, intitulada “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: Indicadores para Portugal | Agenda 2030”. A partir da monitorização dos indicadores disponíveis é possível ter uma noção sobre o desempenho do país em relação aos ODS, verificando-se progressos na sua maioria.

Consulte a Publicação

SABER +
Imagem sobre Despesa pública ficou perto de 100 mil milhões de euros em 2020 08-06-2021

Despesa pública ficou perto de 100 mil milhões de euros em 2020

Em 2020, o total da despesa pública atingiu 98,1 mil milhões de euros, o que corresponde a 48,4% do PIB, mais 5,9 pontos percentuais (p.p.) em relação a 2019. Este valor da despesa foi 5,7 p.p. inferior à média da Área do Euro.
Comparativamente a 2019, a despesa pública aumentou 7,8% em termos nominais, em larga medida devido às medidas de política económica tomadas para minorar o impacto da pandemia de COVID-19.
As prestações sociais foram a categoria económica com maior relevância, representando 19,8% do PIB. As remunerações e o consumo intermédio pesaram 11,7% e 5,6%, respetivamente.
Em termos de classificação da despesa por funções, em 2019, último ano para o qual esta informação está disponível, a estrutura da despesa pública primária já se concentrava na função de proteção social (42,7%), seguida de função de saúde e da função de educação (16,6% e 11,1%, respetivamente).

SABER +
Imagem sobre Volume de Negócios na Indústria acelerou para 54,1% 08-06-2021

Volume de Negócios na Indústria acelerou para 54,1%

O Índice de Volume de Negócios na Indústria apresentou um crescimento homólogo nominal de 54,1% em abril (16,6% no mês anterior). Os índices relativos ao mercado nacional e ao mercado externo registaram aumentos de, respetivamente, 36,3% e 86,5% em abril (12,0% e 23,4% em março, pela mesma ordem). Os aumentos acentuados refletem a comparação com o mês de abril de 2020, fortemente afetado pela pandemia. 

Comparando com abril de 2019, as variações observadas foram, respetivamente, para os índices de negócios total, mercado interno e mercado externo, 1,8%, -0,8% e 5,5%.

O emprego registou um aumento de 0,3% (-2,1% em março), enquanto as remunerações e as horas trabalhadas  apresentaram variações de 7,8% e 30,8% (1,7% e 1,6% no mês anterior, respetivamente).

SABER +
Imagem sobre Apenas quatro das 25 sub-regiões NUTS III superavam a média nacional em termos de desenvolvimento regional 08-06-2021

Apenas quatro das 25 sub-regiões NUTS III superavam a média nacional em termos de desenvolvimento regional

Em 2019, de acordo com o índice sintético de desenvolvimento regional , quatro das 25 sub-regiões NUTS III superavam a média nacional em termos de desenvolvimento regional global – as áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, a Região de Aveiro e o Cávado.

No índice de competitividade apenas três sub-regiões superavam a média nacional: a Área Metropolitana de Lisboa, com posição destacada, a Região de Aveiro e a Área Metropolitana do Porto. A competitividade apresentava a maior disparidade regional entre as três dimensões de desenvolvimento regional.

No índice de coesão, sete NUTS III, maioritariamente do Litoral do Continente, superavam a média nacional. Nesta dimensão destacavam-se a Área Metropolitana de Lisboa, a Região de Coimbra e o Cávado com os índices mais elevados.

Com valores mais elevados do índice de qualidade ambiental salientavam-se as sub-regiões do Interior e as regiões autónomas. A média nacional era superada por 16 NUTS III, verificando-se uma disparidade regional menor que a observada para as restantes dimensões. A Região Autónoma da Madeira era a sub-região com maior índice de qualidade ambiental.

SABER +
Imagem sobre Resultados negativos acentuaram-se nos transportes de passageiros 07-06-2021

Resultados negativos acentuaram-se nos transportes de passageiros

O agravamento da crise pandémica no início do ano corrente determinou que, de forma geral, se tivesse acentuado no 1º trimestre de 2021 a redução de passageiros, em termos homólogos, nos vários meios de transporte.
Os aeroportos nacionais movimentaram 1,5 milhões de passageiros, o que correspondeu a uma variação de -84,4% (-76,6% no 4ºT 2020).
Também no transporte de passageiros por comboio e por metropolitano acentuaram-se os decréscimos registados anteriormente (-51,4% e -65,6% face a -42,3% e  54,7% no 4ºT 2020), com totais respetivos de 18,9 e de 20,3 milhões de passageiros movimentados.
O transporte de passageiros por via fluvial sofreu uma redução de 58,8% (-48,4% no 4ºT 2020), atingindo 1,8 milhões de passageiros.
O transporte de mercadorias por via aérea e ferroviária registou decréscimos menos acentuados comparativamente com o trimestre anterior: -21,7% no transporte aéreo (-26,1% no 4ºT 2020) e -2,4% no transporte por ferrovia (-3,3% no 4ºT 2020). Por via marítima houve um decréscimo mais acentuado (-3,6%; -2,4% no 4ºT 2020) enquanto por rodovia se registou um aumento (+8,3%; -11,8% no 4ºT 2020).

SABER +
Imagem sobre Custos de construção aumentam 5,9% em termos homólogos 07-06-2021

Custos de construção aumentam 5,9% em termos homólogos

Em abril, estima-se que os custos de construção de habitação nova tenham aumentado 5,9% em termos homólogos, mais 1,3 pontos percentuais (p.p.) face ao observado no mês anterior. O preço dos materiais e o custo da mão de obra apresentaram, respetivamente, variações de 3,7% e de 9,0% face ao período homólogo.

SABER +
Imagem sobre Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 62.º reporte semanal 04-06-2021

Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 62.º reporte semanal

O INE disponibiliza o reporte semanal para acompanhamento do impacto social e económico da pandemia COVID-19.
O presente reporte versa sobre os destaques relativos a:
- Estimativa Rápida do IPC/IHPC – maio de 2021, publicado a 31 de maio;
- Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego – abril de 2021, publicado a 31 de maio;
- Atividade Turística - Estimativa Rápida – abril de 2021, publicado a 31 de maio;
- Contas Nacionais Trimestrais – 1.º Trimestre de 2021, publicado a 31 de maio;
- Índices de Produção Industrial – abril de 2021, publicado a 01 de junho.
Para maior detalhe, consulte os links, para informação relacionada, disponíveis ao longo do destaque.

SABER +
Imagem sobre Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 61.º reporte semanal 02-06-2021

Acompanhamento do impacto social e económico da pandemia - 61.º reporte semanal

O INE disponibiliza o reporte semanal para acompanhamento do impacto social e económico da pandemia COVID-19.
O presente reporte versa sobre os destaques relativos a:
- Índice de preços das Propriedades Comerciais – 2020 , publicado a 26 de maio;
- Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação – Abril de 2021, publicado a 27 de maio;
- Inquéritos de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores – Maio de 2021, publicado a 28 de maio;
- Índice de Volume de Negócios, Emprego, Remunerações e Horas Trabalhadas no Comércio a Retalho – Abril de 2021, publicado a 28 de maio;
- Tábuas de Mortalidade em Portugal – 2018 - 2020, publicado a 28 de maio;
- Um ano de pandemia: uma breve síntese, publicado a 28 de maio.
Para maior detalhe, consulte os links, para informação relacionada, disponíveis ao longo do destaque.

SABER +
Imagem sobre Produção Industrial aumentou 36,9% 01-06-2021

Produção Industrial aumentou 36,9%

O Índice de Produção Industrial apresentou uma variação homóloga de 36,9% em abril (5,7% em março). A taxa de variação da secção das Indústrias Transformadoras situou-se em 44,0% (6,2% no mês anterior). Comparando abril de 2021 com abril de 2019, registaram-se variações do Índice de Produção Industrial e da secção das Indústrias Transformadoras de -3,7% e -4,1%, respetivamente.
O Índice de Produção Industrial registou uma variação mensal de 0,5% em abril (-0,7% em março), sendo o referente à secção das Indústrias Transformadoras 0,9% (0,8% em março).

SABER +
Imagem sobre Objetivos de Desenvolvimento Sustentável | Agenda 2030 - 2010 - 2020 09-06-2021

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável | Agenda 2030 - 2010 - 2020

O INE apresenta os indicadores disponíveis para Portugal, decorrentes do quadro global de indicadores adotado pelas Nações Unidas para acompanhar os progressos realizados no âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030.

Os indicadores apresentados são maioritariamente produzidos ou divulgados no contexto do Sistema Estatístico Nacional, permitindo uma leitura estatística do desempenho nacional em relação aos ODS, desde 2010 até ao ano mais recente disponível.

É apresentado um exercício ilustrativo simplificado do sinal de todos os indicadores disponíveis no período de referência, abrangendo os 17 ODS. São analisados com maior detalhe nesta publicação 44 indicadores e, sempre que disponível e relevante, incluindo dados com desagregação geográfica a nível II e III da NUTS e a nível de município. São também divulgadas notas de enquadramento sobre a Agenda 2030 e sobre o ponto de situação do seu acompanhamento e implementação em Portugal.

Adicionalmente são disponibilizados os indicadores em formato .xlsx, em articulação com o dossiê temático disponível no Portal do INE.

SABER +
Imagem sobre REVSTAT - Statistical Journal - Abril de 2021 08-06-2021

REVSTAT - Statistical Journal - Abril de 2021

Publicação de artigos de relevante conteúdo científico, abrangendo todos os ramos da Probabilidade e da Estatística, e que oferece um contributo efetivo para o esclarecimento e a divulgação de métodos estatísticos inovadores fundamentados em problemas reais.

SABER +
Imagem sobre Estatísticas da Pesca - 2020 31-05-2021

Estatísticas da Pesca - 2020

A publicação Estatísticas da Pesca, para o ano de referência 2020, apresenta-se organizada em 9 capítulos, com textos de análise e respetivos quadros estatísticos.

Assim, esta publicação associa-se uma vez mais às comemorações do dia do Pescador (31 de maio), disponibilizando um conjunto de informação relativa às Pescas em Portugal, bem como a alguns sectores da economia nacional relacionados. Os dados estatísticos divulgados incidem sobre assuntos tão diversificados como descargas e capturas por portos, espécies e NUTS II, mercado dos produtos da pesca e estruturas organizativas, frota de pesca, número de pescadores matriculados, informações relativas à indústria transformadora da pesca e aquicultura, comércio internacional do sector da pesca e atividades correlacionadas e dados relativos aos “stocks” e níveis de exploração.

Consulte também a infografia Estatísticas da Pesca - Pescada

SABER +
Imagem sobre Um ano de pandemia : uma breve síntese - 2020 / 2021 28-05-2021

Um ano de pandemia : uma breve síntese - 2020 / 2021

Reunindo uma série de indicadores já disponíveis, esta publicação faz um balanço do impacto da pandemia em Portugal decorrido um ano.

Em síntese, o INE aborda os impactos da Pandemia COVID-19 nas áreas da Demografia, Mercado de Trabalho, Atividade Económica Global, Atividade Económica Setorial, Preços, Ambiente e Energia, para o período março 2020 a fevereiro 2021.

Está também disponível a edição interativa

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Abril de 2021 21-05-2021

Boletim Mensal de Estatística - Abril de 2021

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Maio de 2021 21-05-2021

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Maio de 2021

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal de Estatística - Março de 2021 22-04-2021

Boletim Mensal de Estatística - Março de 2021

O Boletim Mensal de Estatística contém os principais dados estatísticos mensais e trimestrais organizados nos seguintes capítulos: Contas Nacionais Trimestrais; População e Condições Sociais; Agricultura, Produção Animal e Pesca; Indústria e Construção; Comércio Interno e Internacional; Serviços; Finanças e Empresas; Comparações Internacionais.

SABER +
Imagem sobre Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Abril de 2021 22-04-2021

Boletim Mensal da Agricultura e Pescas - Abril de 2021

O Boletim Mensal da Agricultura e Pescas divulga um conjunto de informação conjuntural relativa ao sector primário. A estrutura desta publicação proporciona, através de dados, gráficos e tabela disponibilizados, uma oportunidade de acompanhar estas temáticas e analisar a evolução através das séries cronológicas apresentadas. A análise qualitativa é acompanhada por alguns elementos gráficos.

SABER +
Imagem sobre Estatísticas da Saúde - 2019 06-04-2021

Estatísticas da Saúde - 2019

A presente publicação apresenta os dados estatísticos sobre saúde relativos a Portugal e principalmente ao ano de 2019, abrangendo dez subtemas, em geral com desagregação geográfica ao nível III da NUTS: estado de saúde, hospitais, farmácias e medicamentos, pessoal de saúde inscrito, partos, mortalidade geral, mortalidade infantil, mortalidade neonatal, mortalidade fetal e Conta Satélite da Saúde. 

Inclui ainda uma breve descrição das operações estatísticas que estão na origem dos dados publicados, bem como dos conceitos e classificações utilizados.

SABER +
Imagem sobre Desporto em Números - 2020 05-04-2021

Desporto em Números - 2020

O Instituto Nacional de Estatística divulga a primeira edição da publicação Desporto em Números – 2020, que disponibiliza informação em oito domínios: ensino; emprego; empresas do sector desportivo; comércio internacional de bens; preços no consumidor dos bens e serviços; financiamento público das atividades desportivas; participação desportiva e desporto federado, percorrendo um conjunto de indicadores-síntese relativos à dimensão social e económica do sector desportivo. Nesta publicação encontram-se resultados obtidos a partir de diversas fontes, seja de operações estatísticas do INE ou de fontes administrativas. A informação reporta aos anos de 2015 a 2020, quando disponível.

Disponível, também, a edição interativa

SABER +
#